Atletas de Joinville conquistam medalhas no Brasileiro Escolar

Valendo vaga no mundial escolar, as atletas da Associação Corville de Atletismo disputaram, no último fim de semana, a terceira edição do Brasileiro Escolar de Atletismo, em Natal, no Rio Grande do Norte (RN). Das seis atletas joinvilenses, cinco representaram a Escola de Educação Básica Giovani Pasqualini Faraco e uma representou o Colégio Tupy. Elas foram acompanhadas pela técnica Margit Weise.

Rafaela Iavorski, Amanda Portela, Bárbara Valle, Lays Cristina da Silva e Camilly dos Santos representaram a escola estadual localizada no bairro Santo Antônio. Caso a equipe fizesse a melhor pontuação geral, todas teriam uma vaga garantida no mundial que será disputado na Croácia, em maio. Mariana Muller, do Colégio Tupy, também buscava uma vaga, na disputa individual.

E, como todas alcançaram pódios na competição, chegaram muito perto da vaga. A equipe ficou em segundo lugar, atrás apenas da equipe feminina de atletismo do Colégio Estadual Dr. Osvaldo Cruz, de Campo Mourão (PR).

Rafaela, Amanda, Lays e Camilly formaram a equipe que ficou com a medalha de prata no revezamento. Além deste segundo lugar, Rafaela conquistou duas medalhas de ouro, nos 100 metros com barreiras e no salto em distância; Amanda conquistou um ouro no salto com vara escolar e ficou na quarta posição no lançamento de dardo; Lays ficou com o ouro nos 100 metros rasos e com o bronze no salto em distância; e Camilly ficou na quarta posição nos 400 com barreiras e na quinta do salto triplo.

Bárbara, que não participou do revezamento, foi prata no salto triplo e terceira colocada nos 200 metros rasos. Já Mariana Muller, que buscava a vaga na disputa individual, ficou com a terceira colocação na prova do salto triplo.

Para a técnica Margit Weise, a competição foi de grande valia para todas as atletas, uma vez que o nível técnico da competição estava bem alto e os resultados obtidos mostram que a equipe continua entre as melhores equipes em todas as categorias do atletismo nacional.

Falta de apoio

Mais uma vez o esporte joinvilense sofreu com a falta de apoio. As atletas que representaram a escola estadual tiveram a viagem interestadual paga, mas tiveram que bancar o translado, ida e volta, até o aeroporto, em Florianópolis. Já a atleta do Colégio Tupy bancou toda a viagem com a realização de uma rifa.

Texto: Felipe Silveira
Foto e informações: Corville