#NotasTricolores: A surreal história de Roberto e Gustavo no Goianésia

As relações entre Joinville e o Goianésia, clube para o qual o Joinville emprestou Roberto e Gustavo, estão cortadas. Mesmo com contrato de empréstimo até o dia 15 de maio no time goiano, os jogadores retornaram a Santa Catarina no último sábado (30), depois do término do Estadual. O Goianésia quis devolver os atletas, mas o Joinville não aceitou.

O departamento de futebol classifica o caso como “sacanagem”, relembrando o início da relação que começou com atraso em um mês e meio na inscrição dos atletas no BID e que quase culminou com o retorno deles. Com a recente eliminação no Goianão, o lateral e o volante – que não jogaram sequer um minuto no campeonato – voltaram para casa. Roberto está em Blumenau e Gustavo em Joinville.

Jogo duro

O Joinville está p* da vida com o Goianésia pelo tratamento dado aos atletas. Por isso – e também apoiado no contrato – não atende ao pedido do time rival em rescindir o vínculo. Fato é que se, por acaso, alguma lesão aconteça com os jogadores até o dia 15 de maio, o JEC pode acionar a Justiça contra o clube goiano.

O que diz o Goianésia

Em contato com a coluna, o presidente do Goianésia, Marco Antonio Zenaide, diz que o clube vai continuar arcando com as responsabilidades. Segundo ele, os jogadores não atuaram por decisão do treinador, que preferiu optar por improvisar jogadores nas posições em que eles jogavam.

“Infelizmente a gente mudou de treinador e ele mudou tudo […] na verdade foi até um dos motivos que o Goianésia saiu e essa é uma de nossas broncas com ele […] Tinha um lateral esquerdo, o Gustavo, que é bom, tanto ele quanto o Gustavo, e ele improvisou um lateral esquerdo lá. Aí o time que ganhou da gente só jogou lá, fez três gols pela esquerda. Infelizmente foi o treinador, mas só temos a agradecer ao Joinville e aos meninos”, revelou Zenaide.

Ajudando

Enquanto a briga dos times acontece, o Joinville diz estar auxiliando os empresários de cada atleta para que eles encontrem um novo clube. É de entendimento do departamento de futebol que tanto Gustavo quanto Roberto precisam ganhar tempo de jogo.

“Não”

Foi o que ouviu o Brasil (RS) dos atletas Rafael Grampola e Eduardo Person sobre o interesse do clube de Pelotas em contar com eles para a Série B. A vontade de contar com a dupla partiu de Rogério Zimmermann e Carlos Kila, técnico e diretor com passagem pelo JEC e que novamente estão juntos no time gaúcho.

Em espera

O Joinville ainda não definiu o que fazer com Rafael Grampola. Se no início do ano ele era visto como possível salvação financeira para o primeiro semestre, atualmente está quase se tornando um fardo. Maior salário do elenco, a saída do camisa 9 poderia abrir espaço para a chegada de bons reforços para a Série D.

Rafael vislumbrava jogar até uma Série A no início do ano. Diante do rendimento no Estadual, a expectativa diminuiu. Agora até uma Série C é vista com bons olhos ou até mesmo permanecer, o que antes não fazia brilhar os olhos do atacante. Explica-se o “não” ao Brasil passa também pelo relacionamento com o técnico Rogério Zimmermann, que era ruim nos tempos do JEC.

Reforço do DM

Dentro do JEC, há esperança de que o retorno de Eduardo Person possa ajudar muito o time para a Série D. O segundo volante – que também atua como meia – se encaixaria muito bem na atual formação, que sofreu com poucas peças para o setor.

Sem regenerativo

O treino desta segunda-feira (1) não foi o tradicional regenerativo de reapresentação dos atletas no CT do Morro do Meio. Em campo reduzido, o técnico Felipe Surian treinou uma formação com revezando quatro jogadores. A que deve ser a considerada titular. João Ananias na direita e Tiago Costa na esquerda foram as grandes novidades. Na defesa, Luan, Marlon e Diego Bispo alternaram-se nas duas vagas disponíveis.

Com o retorno de alguns jogadores que desfalcaram o time na última partida, a provável escalação do JEC para quarta-feira é a seguinte: Jefferson; João Ananias, Marlon (Diego Bispo), Luan e Tiago Costa (Erick Daltro); Leandro Bulhões, Rodrigo Figueiredo e Caíque (Robert); Nathan Cachorrão, Wellingo Rato e Hugo Almeida (Grampola).

⚫⚪🔴

A coluna #NotasTricolores reúne informações de bastidores do Joinville Esporte Clube, Basquete Joinville e JEC/Krona, além de outros esportes da cidade, em edição semanal ou sempre que um grande assunto surgir. A autoria é do repórter Yan Pedro, também setorista do JEC na Rádio Clube, com a colaboração de Vitor Forcellini e o auxílio da redação de Replay Joinville/O Mirante.