Sob protestos, JEC empata com o Metropolitano na Arena Joinville

O Joinville mais uma vez decepcionou seu torcedor na Arena. Jogando contra o lanterna do campeonato, o Tricolor ficou apenas no empate em 1 a 1 e mais uma vez ouviu protestos vindo das arquibancadas. Nervosos, alguns jogadores não reagiram bem as cobranças, aumentando ainda mais a crise no clube.

O JEC começou bem no jogo. O técnico interino Danilo Portugal promoveu mudanças na equipe. Diego Bispo entrou no lugar de Luan, que sentiu um desconforto muscular. Arêz assumiu a lateral direita e Nathan Cachorrão retorno no ataque. O treinador também mudou o esquema tático, deixando de lado a opção com dois jogadores de velocidade abertos no ataque. O Tricolor começou pressionando a saída de bola do Metropolitano e criou boas chances de marcar. Arêz chegou a desperdiçar uma bela oportunidade dentro da área.

Apesar de ter a posse de bola, o JEC errava muito no último passe. Quando acertou, marcou. Nathan começou a jogada na intermediaria e acionou Hugo Almeida dentro da área. O camisa nove dominou e cruzou para o próprio Nathan concluir com maestria. 1 a 0 Joinville aos 36 minutos. O gol animou o Tricolor, que continuou em cima do adversário. O Metro não conseguiu ameaçar o gol de Jefferson em nenhum momento do primeiro tempo e o placar magro nos 45 minutos iniciais foi lucro para o time de Blumenau.

Na segunda etapa o time visitante voltou mais organizado no ataque. Ruan começou a aparecer para o jogo e a presença do alviverde na área do JEC passou a ser mais contante. Por outro lado, o Tricolor tinha espaço para o contra-ataques e também criou várias chances. Hugo Almeida perdeu boa oportunidade de cabeça e Nathan não conseguiu aproveitar saída errada do goleiro, em duas chances de ouro para o Joinville. Mas como diz o ditado: quem não faz, toma. Aos 15 minutos, Arence aproveitou desatenção da defesa joinvilense e igualou o marcador.

O gol deixou o Joinville muito nervoso e a equipe passou a errar muito mais em campo. Consequentemente, o torcedor perdeu todo o resto de paciência que tinha com o time e já protestava antes mesmo do jogo acabar. Já com Baianinho e Grampola em campo, o JEC até teve chances de fazer o segundo, mas o nervosismo na hora de concluir as jogadas era visível. No último lance, quase a virada. Wesley finalizou e obrigou Jefferson a fazer um milagre para garantir o empate em 1 a 1.

Foi o sétimo empate do Joinville no campeonato, o que deixa o time ainda mais longe de qualquer possibilidade de classificação. Hoje a equipe é a sétima colocada com 13 pontos ganhos. No próximo domingo (17), viaja até o Oeste do estado para encarar a Chapecoense. Já o Metropolitano é o nono colocado, com apenas sete pontos. No próximo sábado (16) a equipe recebe o Hercílio Luz, em Blumenau.

Texto: Vitor Forcellini
Foto: Julio Cesar/JEC