Ídolo do Caxias, goleiro Jairo Nascimento morre aos 72 anos

Faleceu nesta quarta-feira (6), o ex-goleiro e ídolo do Caxias, Jairo Nascimento, o Pantera Negra. O ex-atleta sofria de um tipo raro de câncer no rim e passava por um tratamento para a doença.  O goleiro tinha 72 anos e morava em Curitiba.

Jairo defendendo o Caxias – Foto: Caxias F.C.

Jairo começou sua carreira no Caxias, em 1965. Defendeu as cores do alvinegro da Zona Sul até 1968, quando se transferiu para o Fluminense. Fora de Santa Catarina fez história. No Flu foi bicampeão carioca e campeão brasileiro em 70. Em 72 se transferiu para o Coritiba, onde fez 410 jogos, recorde no clube. Ao todo, foram nove anos no alviverde, divididos em duas passagens. Na capital paranaense ergueu cinco títulos estaduais e fazia parte do elenco campeão nacional pelo clube em 85. Nessa época chegou a ser convocado pela seleção brasileira, tornando-se o primeiro joinvilense a vestir a camisa do escrete canarinho.

Jairo também defendeu as cores do Corinthians, onde fez 190 partidas. No time paulista conquistou o histórico título do estadual de 77, que tirou a equipe da fila de 23 anos sem taças. Em 1979 conquistaria mais um paulistão. Encerrou a carreira em 1991, no Trespontense-MG. Passou também por Náutico, América Mineiro e Atlético Três Corações.

Após encerrar a carreira chegou a treinar o Operário de Mafra, em 2005. Também abriu escolinhas de futebol em Joinville e em Curitiba. O ex-jogador testava internado desde o dia 23 de janeiro no Hospital Erasto Gaertner, de Curitiba. No fim do ano passado, a família chegou a fazer uma campanha de arrecadação para custear o tratamento, que contou com o apoio de atletas e dos clubes onde Jairo passou. O hospital informou que o falecimento se deu em decorrência do câncer.

Texto: Vitor Forcellini
Foto: Geraldo Bubniak/AGB/Gazeta Press

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *