Moradores do Fátima pedem solução para evitar demolições

Em reunião realizada pela Comissão de Urbanismo da Câmara de Vereadores, os moradores do bairro Fátima que foram notificados pela Prefeitura para que desocupem suas casas pediram uma solução para o problema. Em resposta, ouviram do secretário de Habitação, Romeu de Oliveira, a abertura para uma possível negociação.

O secretário pediu que os moradores notificados o procurem nesta quarta-feira (30) para discutir a possibilidade de regularizar cada terreno, o que poderá evitar a demolição das casas.

As notificações aconteceram porque as casas estariam construídas irregularmente, segundo o executivo, dentro da área de preservação ambiental das margens de rios. Com isso, há a possibilidade de que as casas sejam demolidas.

Nos casos em que fosse confirmada a possibilidade de regularização, a Sehab entraria em contato com a Secretaria de Agricultura e Meio Ambiente (Sama), responsável pelas notificações de demolição, e o processo poderia até ser cancelado, conforme o procurador municipal Douglas Rafael de Melo.

As notificações foram emitidas após processo administrativo ambiental aberto em 2014 pela Sama. Em julho do ano passado, quando a notificação para demolição foi encaminhada a Seloni, outros 45 terrenos também foram alvo de notificações do tipo. A reunião desta terça-feira (29) foi organizada após os moradores do bairro procurarem o presidente da Comissão de Urbanismo, o vereador Jaime Evaristo (PSC).

Edição: Alexandre Perger
Foto: Nilson Bastian/CVJ

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *