Pico de maré está previsto para 4h48 e pode provocar mais estragos em Joinville

Uma chuva constante cai sobre Joinville desde às 16 horas de terça-feira (16) e já causou diversos alagamentos pela cidade. O pior, porém, ainda pode acontecer, caso se concretize a previsão de um pico da maré de 1,70 metro às 4h48 desta madrugada de quarta-feira (17). Os bairros mais atingidos são os da Zona Oeste e Norte da cidade, além da região central.

Bombeiros resgatam pessoas ilhadas em posto de gasolina da avenida Marquês de Olinda, às margens do Rio Cachoeira. Foto cedida por Leriane Maira do Monte.

De acordo com a Defesa Civil, a região que recebeu mais chuva foi de Pirabeiraba. A estação meteorológica localizada na Secretaria de Agricultura e Meio Ambiente (antiga Fundação 25 de Julho), registrou 167 milímetros de água. O volume representa a quantidade de um mês de chuva. Na região central, foram 103 milímetros, o que também alcança volume de aproximadamente 30 dias de precipitação.

Os Bombeiros Voluntários de Joinville estão trabalhando durante a noite inteira no resgate de pessoas ilhadas. São muitos os relatos nas redes sociais de pessoas que não puderam voltar para casa. Alguns ficaram na casa de amigos ou parentes, mas também teve gente que dormiu no trabalho.

As equipes da Defesa Civil continuam os monitoramentos e rondas nas áreas atingidas. Não foram registradas pessoas desalojadas ou desabrigadas. Mesmo assim, foi acionado o Plano de Abrigos Provisórios, através da Secretaria de Assistência Social, onde foi deixado um ponto em sobreaviso, no Jardim Paraíso. Caso houver necessidade de atendimento, ele será aberto para receber moradores atingidos pelos alagamentos.

A Defesa Civil recebeu cerca de 80 ligações durante a noite e madrugada, principalmente de registros dos alagamentos. Houve alguns pontos de deslizamento no Jardim Paraíso e também em Pirabeiraba. Um raio chegou atingir uma moradia no Jardim Paraíso, danificando a cobertura. O morador recebeu lonas da Defesa Civil.

A estrutura conta com apoio do Corpo de Bombeiros, Departamento de Trânsito, 62º Batalhão de Infantaria, voluntários dos Clube do Jipeiro de Joinville, Grupo de Resgate de Montanhas, Clube Rádio Amador de Joinville e Núcleo de Proteção e Defesa Civil.

Locais de maior volume de chuva

– Pirabeiraba – Secretaria de Agricultura (antiga Fundação 25 de Julho) – 167 mm
– Pirabeiraba – Quiriri – 132 mm
– Centro – 103 mm
– Vila Nova – 89 mm
– Aventureiro – 80 mm
– Paranaguamirim- 69 mm
– Costa e Silva – 53 mm
– Iririú – 29 mm

Texto: Felipe Silveira
Foto: Redes sociais
Informações: Prefeitura de Joinville