Servidores marcam nova paralisação na segunda-feira

Uma parte dos servidores públicos de Joinville realizou, nesta quinta-feira (13), uma paralisação em frente à Prefeitura de Joinville. Sem atendimento pelo prefeito Udo Döhler, a categoria marcou uma nova paralisação, na segunda-feira (17), em frente à Câmara de Vereadores de Joinville (CVJ).

O objetivo é barrar a votação de dois projetos de lei que tramitam na Câmara. Um deles muda estrutura do Ipreville e aumenta alíquota dos servidores na contribuição ao instituto. O segundo extingue cargo na educação e usa o dinheiro do Fundeb para gratificação de 30 pessoas que vão trabalhar dentro da secretaria, algo visto como eleitoreiro pelos servidores mobilizados.

Veja o comentário da presidenta do Sindicato dos Servidores Públicos de Joinville e Região (Sinsej), Jane Becker, após a assembleia realizada na manhã desta segunda-feira:

ATENÇÃO SERVIDORES!

A assembleia de hoje deliberou por nova paralisação da categoria na segunda-feira, 17, com grande mobilização na Câmara de Vereadores de Joinville onde tramitam projetos de lei complementar que muda estrutura do Ipreville e aumenta alíquota dos servidores ao Instituto (nº 03/2020) e o de número 51/2019, que extingue cargo na educação e usa o dinheiro do Fundeb para gratificação de 30 pessoas que vão trabalhar a partir da Secretaria. No vídeo, a presidenta Jane Becker, fala dos encaminhamentos deliberados em assembleia.#Sinsej#ServidorEmLutaPorDireitosValorizaçãoERespeito#EmDefesaDoServiçoPúblicoGratuitoEDeQualidade#CampanhaSalarialSinsej2020

Posted by Sinsej on Thursday, February 13, 2020

Texto: Felipe Silveira
Foto: Silvia Agostini Pereira/Sinsej

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *