Vigilância Ambiental vai usar drone para fiscalização de imóveis fechados

A utilização de drone em ação de fiscalização aos focos do mosquito Aedes aegypti, transmissor da dengue, zika vírus e febre chikungunya, será um recurso do Serviço de Vigilância Ambiental de Joinville a partir de segunda-feira (3). O equipamento é da Polícia Militar Ambiental, que cederá um técnico para as agendas.

A coordenadora do Serviço de Vigilância Ambiental, Nicoli dos Anjos, explica que o drone será importante na verificação de locais e moradias com suspeita de focos do mosquito Aedes aegypti que estejam fechados há muito tempo. Alguns são alvo de denúncia por meio da Ouvidoria da Prefeitura de Joinville. Também será utilizado para monitorar pontos em altura elevada, como calhas e caixas d´água.

A primeira visita será no bairro Glória,  em um imóvel abandonado, seguindo para outros pontos da cidade. As demais agendas serão definidas conforme a demanda da Vigilância Ambiental e disponibilidade da Polícia Militar Ambiental.

O mosquito Aedes aegypti se reproduz a partir da postura de ovos em água limpa e parada. Somente neste ano foram identificados 253 focos positivos do inseto. Em 2019 foram contabilizados 3.305 focos.


Edição: Felipe Silveira
Foto: Divulgação
Informações: Prefeitura

2 comentários em “Vigilância Ambiental vai usar drone para fiscalização de imóveis fechados

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *