Museu Nacional da Imigração e Colonização de Joinville recebe obras

Na próxima segunda-feira (25), o Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan) assina a ordem de serviço para o início das obras de restauro e ampliação do Museu Nacional da Imigração e Colonização de Joinville (MNIC).

A empresa responsável pelos trabalhos é a Strahl Engenharia, de Curitiba (PR), vencedora da licitação realizada pelo Iphan, órgão que fará toda a gestão das obras. O investimento será de R$ 2,6 milhões, com recursos do Fundo de Defesa dos Direitos Difusos (FDD), do Governo Federal.

As obras contemplam o restauro do palacete do Museu Nacional da Imigração e Colonização, com revisão estrutural, novos sistemas elétrico e hidrossanitário, realocação dos banheiros e sistema preventivo contra incêndio.

A acessibilidade também faz parte do projeto e inclui, além da adequação de banheiros e implantação de rampas, a instalação de um elevador na área externa do palacete, que será conectado à edificação por meio de plataforma, preservando o patrimônio tombado.

Outra obra contemplada pelo projeto é a construção do anexo que ficará nos fundos do MNIC. O prédio terá dois pavimentos e cerca de 610 metros quadrados de área. Construído em estilo contemporâneo, contrapondo a arquitetura histórica do casarão, o novo prédio terá um espaço expositivo, no pavimento inferior, onde estarão os meios de transporte que compõem o acervo do museu; e o pavimento superior será destinado à reserva técnica e à área administrativa.

O início das obras será acordado entre a empresa contratada e o Iphan, responsável pela execução do projeto.

De acordo com o diretor executivo da Secretaria de Cultura e Turismo de Joinville (Secult), Evandro Censi, o Museu Nacional da Imigração e Colonização é o mais visitado do Estado de Santa Catarina. “Com o restauro e ampliação, o Museu da Imigração e Colonização se torna referência na área museológica em toda a região Sul do país”, afirma.


Edição: Fernando Costa
Foto: Makito/Governo de SC
Informações: Prefeitura de Joinville