JEC/Krona é goleado na primeira partida das semifinais da LNF

O Magnus goleou o  JEC/Krona por 7 a 0 no Centreventos e está a um empate da final. Charuto (2), Leozinho, Danilo Baron, Leandro Lino, Pett e Kevin marcaram os gols da vitória dos paulistas. O Joinville precisará vencer o jogo de volta no tempo norma e na prorrogação para avançar à decisão.

O jogo praticamente começou 2 a 0 para o Magnus. Na primeira bola, Charuto virou pra cima de Leco na ala esquerda e bateu cruzado. No segundo gol, Willian rebateu, a linha do JEC saiu e Leozinho livre ampliou.

Vander Iacovino parou o jogo para arrumar a equipe, mas o JEC não reagiu. No terceiro gol, Leandro Lino driblou Jackson, carregou pelo meio da quadra e tocou para Charuto marcar o terceiro.

Antes do intervalo Danilo Baron marcou o quarto em cobrança de falta. Jackson entrou no goleiro linha e mesmo assim o Tricolor não levou perigo a meta de Lucas Oliveira. O Magnus foi letal. Quando chutou, marcou, e foi eficiente com uma marcação bem encaixada.

Com um minuto de segundo tempo, mais uma carregada de Leandro Lino e o ala bateu para marcar o quinto gol. O gol acabou com a partida, alguns torcedores saíram do ginásio. Os que ficaram esperavam em vão uma reação joinvilense. Pett e Kevin fecharam o placar em 7 a 0 para o Magnus.

Com o resultado, o Magnus jogará pelo empate no próximo domingo (24) em Sorocaba. O JEC precisará vencer no tempo normal e na prorrogação para avançar.

Após a partida Vander Iacovino e Ricardinho falaram em entrevista coletiva. Vander assumiu a responsabilidade pela derrota e reconheceu o mérito do adversário. “Primeiro a responsabilidade é minha, a gente precisa também dar mérito ao adversário, pelas oportunidades que eles criaram e fizeram dificuldade para a gente encaixar a marcação, foram muito bem individual e coletivamente”, afirmou.

O técnico acredita que ainda é possível conquistar a vaga na final. “Perdemos a batalha, mas não perdemos a guerra. Conversei com eles no vestiário, temos uma possibilidade, ela está na nossa mão, acredito muito na nossa equipe. Já fizemos grandes partidas jogando fora de casa também”, explicou.

Para Ricardinho a vantagem é importante, mas não é definitiva “a gente fez um jogo muito bom, as coisas encaixaram pra gente. Temos duas vantagens jogando em casa, jogar aqui é muito complicado. Lá vai ser totalmente diferente, pela grandeza das duas equipes, lá uma vitória coloca eles no jogo, não tem nada definido”.

Na quarta-feira (20) o JEC enfrenta o Tubarão, pelo primeiro jogo da semifinal do Campeonato Catarinense, no Centreventos.

Texto: Marcos Aurélio
Foto: Juliano Schmidt/JEC/Krona

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *