Radicado em Joinville, rapper Vinny Blake prepara primeiro EP

Vinny Blake tem uma trajetória um tanto incomum no rap. Natural de São Carlos, no interior paulista, cresceu em uma família de músicos evangélicos e tem se preparado, ao longo da carreira, para compor e cantar em inglês, mirando o mercado internacional. Radicado em Joinville, o músico que se apresenta neste sábado (16), no evento Black Underground, tem trabalhado para lançar o primeiro EP ainda neste ano.

“Theme of Life: The Heart and The Soul”, EP com sete faixas, está em fase final de produção e será lançado pela Atrak Records em todas as plataformas digitais. Para dominar o inglês, compor e pensar gramaticalmente na língua inglesa, o rapper estudou por cinco, além de imergir na cultura hip hop.

A vontade de cantar em inglês surgiu na adolescência, mas a vocação musical vem da infância. Começou a cantar na igreja com 7 anos de idade, onde permaneceu até os 13 anos. O contato com o rap surgiu aos 9 anos, primeiro com o brasileiro.

Ouvindo o clássico álbum “2ª Vinda [A Cura]”, do grupo Apocalipse 16, do qual ele é fã até hoje, Vinny Blake passou a se identificar com as temáticas abordadas ali, como o racismo, a desigualdade social, o poder da arte em transformar a vida das pessoas, e o elemento principal, a fé. Daí em diante passou a conhecer outros grupos lendários do rap brasileiro, como Racionais MC’s, Facção Central, RZO, 509-E, Consciência Humana e SNJ.

O artista começou a surgir por volta dos 14 anos, quando passou por uma fase complicada da vida. Até então inconsciente sobre os temas que ouvia nas letras de seu grupo favorito, passou a entender como a funciona a sociedade e começou a compor suas primeiras rimas.

Foi nesse momento que Vinny Blake teve o seu primeiro contato com o rap norte-americano, com os clipes dos rappers Jay-Z, Ja Rule, 50 Cent, Snoop Dogg, Dr. Dre, entre outros. Começou a entender a estética do gênero e, assim, romper com o sério problema de auto-imagem que ele possuía pela falta da veiculação de boas imagens relacionadas às pessoas pretas no Brasil naquela época. Foi aí que brotou o sonho de um dia ser um falante e letrista da língua inglesa.

“Minha proposta musical é trazer algo diferente para o cenário do rap, primeiro porque não vejo muitos rappers compondo e cantando em inglês, sendo que meu foco é o mercado internacional”, revela o músico.

Vinícius Queiroz dos Santos tentou vários nomes artístico até chegar no atual. Começou como Mano Vy, passou por Mv Blake e Young Blake ID, que teve que abandonar por encontrar um artista com o mesmo nome. Abreviou para Y’Blake, mantendo a mesma pronúncia, até chegar ao atual Vinny Blake, alcunha que veio pra ficar.

O rapper lançou, em 2016, seu primeiro videoclipe. “Big House” foi produzida pelo parceiro musical e amigo O’Jizzy e contou com a direção geral de Jocemar Maçaneiro. No ano passado, com os mesmos parceiros, lançou o segundo videoclipe, “808”, e o projeto 2 Takes.

O evento multicultural Black Underground é a oportunidade para conferir o trabalho de Vinny Blake. Com início às 13 horas, ocorre no bar Garage (rua Maria Olga Bittencourt, 124, no bairro João Costa). O evento contará com a segunda edição da exposição Negras no Underground, design autoral, gastronomia e atrações musicais (rock e rap, principalmente), sendo que a maior parte dos artistas são negros. Saiba mais sobre o evento que celebra a cultura negra nesta matéria.

Mas se você não quiser esperar até o evento, confira o trabalho do artista em seu canal no Youtube. Veja o clipe de “808” abaixo:

Edição: Felipe Silveira
Foto e informações: Assessoria

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *