Escola municipal de Joinville vence prêmio do Instituto do Meio Ambiente

A Escola Municipal Plácido Xavier Vieira foi premiada no 1º Prêmio IMA de Educação Ambiental, organizado pelo Instituto do Meio Ambiente de Santa Catarina (IMA), com um projeto que ensina  a prática da reciclagem do lixo orgânico. O resultado foi divulgado na última quarta-feira (9).

O projeto “Composteira doméstica: transformando lixo em adubo orgânico”, de autoria da professora Keilla Oliveira Dias, envolveu todas as turmas do 6º ao 9º ano em diversas disciplinas da unidade. A cerimônia de premiação será dia 20 de novembro, em Florianópolis. A escola receberá troféu e R$ 1 mil para aprimoramento do projeto.

Ao saber da premiação, Keilla afirma estar grata em receber o prêmio e que a conquista foi coletiva. “O projeto só foi possível com a parceria de todos. Há uma frase que eu sempre digo: ‘sonho que se sonha só é só um sonho, mas sonho que se sonha junto é realidade’. E, hoje, nossa escola está colhendo os frutos desse e de outros sonhos que virão”, explica a professora.

O projeto

O 1º Prêmio IMA de Educação Ambiental tem finalidade premiar escolas de Santa Catarina que desenvolvem projetos de conscientização e mudança de comportamento para a preservação do meio ambiente. Ao total, 64 projetos foram inscritos. Das 16 coordenadorias regionais do IMA, a Escola Municipal Plácido Xavier Vieira venceu como representante da região de Joinville composta por oito cidades.

O projeto da escola joinvilense tem como objetivo sensibilizar os estudantes, comunidade escolar e familiares acerca das questões problemáticas do meio ambiente, propondo mudanças de comportamento, especialmente quanto a reciclagem e reaproveitamento do lixo orgânico.

Com o adubo da compostagem, o material foi usado na hora pedagógica, no jardim e vasos de plantas da escola. Os alunos levaram a experiência para casa e mudaram de atividade quanto ao descarte de lixo.

Com os recursos do prêmio, o projeto será expandido e vai abranger a comunidade do entorno da unidade escolar, com aproveitamento de materiais recicláveis coletados na escola e comércio local, além da compra de flores e vasos, minhocas californianas e separador de grama.


Edição: Sabrina Quariniri
Fotos: Arquivo da página Professor Roque Mattei
Informações: Prefeitura

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *