Fachini propõe programa de apoio psicológico a alunos do município

A Comissão de Saúde da Câmara de Vereadores de Joinville (CVJ) debateu, na última quarta-feira (11), o Projeto de Lei 433/2017, de autoria do vereador Rodrigo Fachini (MDB), que prevê a criação de um programa de acompanhamento psicológico e assistência social na rede municipal de ensino.

Durante o encontro, a coordenadora da equipe multidisciplinar do Hospital Infantil Dr. Jeser Amarante Faria, Daniela Scaini, apresentou números do atendimento em 2018. Ela explicou que foram realizadas 285 internações e, destas, 137 ocorrem por ideação de suicídio. Desse total de internações, 48,1% são crianças e adolescente de Joinville. Também disse que a média de idade dos pacientes que tentam suicídio vem diminuindo e que acontece, inclusive, com crianças de seis anos.

Segundo a terapeuta ocupacional da unidade, Larissa Sants, 90% das crianças dizem não querer morrer, apenas acabar com o sofrimento. Elas acabam buscando a automutilação como solução. Também falou que além da preocupação com os pacientes, a equipe se preocupa com os profissionais que atuam nas escolas e com as dificuldades que os professores têm em lidar com assuntos emocionais das crianças.

“O nosso objetivo com esse projeto é dar suporte psicológico e de assistência social às famílias, alunos e funcionários, buscando a fonte geradora desse grave problema emocional que atinge nossas crianças e adolescentes. E assim, também prepararmos nossos profissionais para perceber de uma forma diferente os nossos alunos”, defendeu Fachini.

O projeto será analisado pelo vereador Adilson Girardi (SD), que é o relator da proposta na comissão.


Edição: Felipe Silveira
Foto: Mauro Arthur Schlieck/CVJ
Informações: Divisão de Jornalismo da CVJ

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *