Joinville tem 590.466 habitantes, segundo nova estimativa do IBGE

A população de Joinville chegou a 590.466 habitantes, segurando a cidade na 36ª posição no ranking das cidades mais populosas do país. O novo número foi divulgado nesta quarta-feira (28), pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), com data de referência em 1º de julho de 2019. De acordo com o órgão, o Brasil tem 210.147.125 habitantes espalhados em seus 5.570 municípios.

Santa Catarina tem 7.164.788 habitantes, enquanto seus vizinhos do Sul têm pouco mais de 11 milhões de pessoas cada um. O Rio Grande de Sul tem 11.377.239 habitantes e o Paraná tem 11.433.957. Na região, Joinville é a terceira cidade mais populosa, atrás das capitais Curitiba (1.933.105) e Porto Alegre (1.483.771). Aliás, entre as não capitais, a cidade do Norte de SC é a 16ª mais populosa.

A população de Joinville segue como a mais populosa de Santa Catarina, seguida pela capital Florianópolis, que tem 500.973. Abaixo delas, no ranking, estão Blumenau (357.199), São José (246.586), Chapecó (220.367), Itajaí (219.536), Criciúma (215.186) e Jaraguá do Sul (177.697).

O município de São Paulo continua sendo o mais populoso do país, com 12,25 milhões de habitantes, seguido pelo Rio de Janeiro (6,72 milhões de habitantes), Brasília (3,0 milhões) e Salvador (2,9 milhões). Serra da Saudade (MG) é o município brasileiro com a menor população, 781 habitantes, seguido de Borá (SP), com 837 habitantes, e Araguainha (MT), com 935 habitantes.

Crescimento

O crescimento populacional do total do país, medido pela taxa geométrica de crescimento, foi de 0,79% ao ano, exprimindo queda do crescimento quando comparado ao período 2017/2018, conforme Projeção da População 2018.

Dos 5.570 municípios do país, 28,6% apresentaram redução populacional. Aproximadamente metade (49,6%) dos municípios tiveram crescimento entre zero e 1% e apenas 4,8% (266 municípios) apresentaram crescimento igual ou superior a 2%.

Parâmetros

As estimativas populacionais municipais são um dos parâmetros utilizados pelo Tribunal de Contas da União para o cálculo do Fundo de Participação de Estados e Municípios e são referência para vários indicadores sociais, econômicos e demográficos. Esta divulgação anual obedece ao artigo 102 da Lei nº 8.443/1992 e à Lei complementar nº 143/2013.

As estimativas de população publicadas anualmente são calculadas aplicando-se o método matemático desenvolvido, em 1972, por João Lira Madeira e Celso Cardoso da Silva Simões, denominado AiBi.

As populações dos municípios foram estimadas por procedimento matemático e são o resultado da distribuição das populações dos estados, projetadas por métodos demográficos, entre seus diversos municípios. O método baseia-se na projeção da população estadual e na tendência de crescimento dos municípios, delineada pelas populações municipais captadas nos dois últimos Censos Demográficos (2000 e 2010) e ajustadas. As estimativas municipais também incorporam alterações de limites territoriais municipais ocorridas após 2010.


Texto: Felipe Silveira
Foto: Mauro Arthur Schlieck/CVJ
Informações: IBGE