Moro pede e SC envia bombeiros para combater incêndios na Amazônia

O ministro da Justiça, Sérgio Moro, requisitou ao governador Carlos Moisés da Silva o envio de bombeiros militares catarinenses e veículos para ajudar na Operação de Garantia da Lei e da Ordem instituída para o combate a incêndios na região amazônica. O pedido de 12 homens foi feito na tarde desta terça-feira (27). O governador determinou ao comandante-geral do Corpo de Bombeiros Militar, coronel Charles Alexandre Vieira, o envio do contingente.

“Nós entendemos que essa ação do Governo Federal, feita com apoio de várias unidades da Federação, vai trazer um resultado muito mais rápido”, afirmou Moisés. No sábado (24), o governador já havia colocado recursos humanos e materiais à disposição do Governo Federal para auxiliar nos combates a incêndio.

Na avaliação dele, o trabalho precisa ser permanente e com foco na prevenção. “Essas forças precisam ter um caráter perene, para que possamos evitar futuros incêndios e fiscalizar atividades ilícitas na região. Sabemos que os incêndios ocorrem todos os anos, às vezes mais e às vezes menos, e as ações de prevenção podem evitar”, acrescentou.

Conforme o coronel Vieira, os homens já estão prontos para se deslocar à região. O próximo passo é alinhar os detalhes, como o ponto de encontro e o local de atuação dos militares catarinenses. “Já estamos com três caminhonetes, um caminhão e 12 bombeiros militares equipados, aguardando apenas as orientações da Senasp (Secretaria Nacional de Segurança Pública)”, explicou.

O comandante-geral ainda destaca que o envio de bombeiros militares e veículos não traz prejuízo ao trabalho realizado pela corporação em Santa Catarina. “Nós temos um modelo de forças-tarefa, com pessoal treinado para atuar especificamente em ações extraordinárias como essa, por isso o deslocamento não influencia no dia a dia do Corpo de Bombeiros Militar”, ressaltou o coronel.


Edição: Felipe Silveira
Foto: Maurício Vieira/Governo de SC
Informações: Governo de SC