Supervisor de futebol, Gilson Sagaz deixa o Joinville

O Tricolor teve mais uma baixa no seu quadro de funcionários. O supervisor de futebol, Gilson Sagaz, anunciou hoje seu desligamento da equipe catarinense. Sagaz recebeu uma proposta de um clube do interior paulista e deixa o JEC após quase 20 anos de serviços prestados ao Coelho.

Entre outras funções, Sagaz era responsável pela logística do JEC em jogos fora, assim como o planejamento semanal da equipe profissional. Filho de José Pereira Sagaz, que exerceu a mesma função na década de 80 e 90, Gilson frequenta o clubes desde a infância e sua primeira passagem no Tricolor foi de 1994 a 2002. Voltou em 2009 e desde então era funcionário jequeano. Segundo ele, a proposta foi irrecusável.

“Foi uma decisão difícil sair agora. Mas ganhei uma oportunidade profissional. Estava me preparando e qualificando. Foi a quarta proposta que apareceu nos últimos três anos. Essa foi a mais sólida. Fui muito reconhecido. Acho que chegou a hora de cortar o cordão umbilical”, afirmou Sagaz, emocionado.

O presidente Vilfred Schapitz agradeceu ao profissional pelos serviços prestados. “No momento fiquei chateado, em nome do Joinville, porque ele é um profissional de extrema necessidade. Mas, no final, claro que temos de concordar, ele está seguindo sua carreira. O Joinville não só forma atletas, mas como também profissionais na área de gestão”, afirmou.

O clube ainda não anunciou o novo responsável pela função.

Texto: Vitor Forcellini
Foto: Beto Lima/Arquivo JEC