Expoville abriga festival de cervejas neste fim de semana

Um tipo de cerveja com alto amargor, por conta da sua concentração de lúpulos e aroma, cresceu em popularidade nos últimos anos no Brasil e em todo o mundo. A prova de que caiu no gosto popular é que o estilo tem um dia só dele no mês de agosto. Criado em 2011 nos Estados Unidos, o International IPA Day terá uma versão joinvilense da comemoração. O Craft IPA Festival de Cervejas, será nos dias 17 e 18 de agosto, na Expoville.

Durante os dois dias de evento, sábado e domingo, 17 cervejarias artesanais estarão reunidas na Expoville. Além disso, haverá shows com seis bandas, incluindo covers de grupos históricos do rock, como Guns n’Roses, Green Day e AC/DC. Também estarão presente 11 foods trucks com diversas opções gastronômicas. As várias versões de IPA terão a companhia dos sabores tradicionais como Pilsen, Helles, Witbier, Viena, Stout, entre outras.

Para os fãs do estilo, além da clássica IPA, haverá opções de New England IPA, Brut IPA, Session IPA, English IPA, Black IPA, Double IPA, todas com muito aroma e amargor característico. “Serão 2 dias com mais de 100 opções de chopes, bandas e ampla gastronomia, além de ampla área kids com monitores”, garante Kleiton Hames, organizador do Craft IPA Festival de Cervejas.

Saiba mais sobre o estilo IPA

O estilo IPA surgiu na Inglaterra. Uma das teorias de criação é que, para oficiais britânicos, marinheiros e soldados seguirem o caminho até as Índias, precisavam que as cervejas chegassem ao destino sem estragar.

Assim, as cervejas tradicionais da época receberam mais lúpulo e álcool, que são conservantes naturais. Desta forma, estas cervejas tinham um sabor mais amargo, resultado da adição de lúpulos em quantidade superior à que é usada na produção de outros estilos.

Muitos dizem que quem criou o estilo foi um cervejeiro chamado George Hodgson, de Londres. Por várias décadas, a cervejaria de Hodgson dominou esse segmento e, com isso, conquistou reconhecimento e influência ao redor do mundo.

No final do século 19, o desenvolvimento da refrigeração artificial permitiu a fabricação de cervejas na Índia e, com a popularização das Lagers (mais leves e refrescantes) em todo o mundo, resultou na diminuição da produção de India Pale Ales.

Nos anos 80 e 90, cervejeiros artesanais e caseiros nos Estados Unidos passaram a resgatar o estilo e, posteriormente, teve produção massiva desenvolvida em todo o mundo, inclusive no Brasil. Além do amargor e explosão de aromas, a IPA tem corpo médio e álcool ao redor dos 7%.


Edição: Kaue Vezentainer
Foto e informações: Assessoria

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *