Fiesc compra o prédio histórico do Moinho Joinville

O presidente da Federação das Indústrias de Santa Catarina (Fiesc), Mario Cezar de Aguiar, assinou na segunda-feira (15) o contrato de compra do espaço onde funcionou o Moinho Joinville. Com investimento de R$ 12,8 milhões na aquisição, a revitalização será realizada pelo SESI.

O objetivo é a implantação de um complexo educacional (do ensino básico ao superior e capacitação empresarial) e de inovação, além do Museu da Indústria. A área, que era da empresa Bunge, é de 53 mil metros quadrados, com 19 mil metros quadrados de área construída.

Aguiar explica que o projeto está em linha com a estratégia do município de revitalizar a área central da cidade e destaca que a iniciativa vai valorizar a história de Joinville e da indústria catarinense, que tem no Norte seu maior polo estadual.

“Queremos construir um centro de referência em desenvolvimento industrial, resgatando a história da indústria de Santa Catarina. Vamos deixar como legado para a cidade esse elo entre passado e futuro, por meio da inovação. Ao mesmo tempo que queremos valorizar a herança histórica da cidade, colocaremos à disposição da comunidade industrial catarinense uma nova ferramenta para fortalecer a competitividade num mundo cada vez mais competitivo, apoiando o desenvolvimento dos trabalhadores e da indústria com os serviços do SESI”, afirma Aguiar. A comunidade industrial participará da discussão do projeto, acrescenta o presidente da Fiesc.

As instalações do Moinho são centenárias e compõem a história econômica de Joinville. Construído em 1913, o moinho foi o primeiro porto da cidade.


Edição: Felipe Silveira
Foto: Andre Kopsch/Fiesc
Informações: Fiesc

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *