Deputados de Joinville votam a favor da Reforma da Previdência

Darci de Matos (PSD), Rodrigo Coelho (PSB) e Coronel Armando (PSL) votaram a favor da Reforma da Previdência. Como eles, todos os deputados de Santa Catarina, exceto um. Pedro Uczai (PT) deu o único voto contrário do estado. A votação do texto-base da reforma ocorreu na noite de quarta-feira (10), na Câmara dos Deputados.

No total, foram 379 votos a favor e 131 contra. Três parlamentares se ausentaram. Mas este foi apenas o primeiro turno, de dois necessários. Depois disso a reforma vai para o Senado, onde precisa ser aprovada na Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) e em dois turnos no Plenário. Ainda na Câmara, os parlamentares votam destaques e emendas, como aposentadoria especial para professores e policiais.

Com a reforma, vai ficar ainda mais complicada a vida do pobre no Brasil. Aumento da idade mínima, aumento do período mínimo de contribuição e diminuição dos benefícios. Os deputados sabem disso, mas mesmo assim a defendem em nome de um impacto econômico que preveem ocorrer nos próximos anos.

Em uma rede social, o deputado Darci de Matos comemorou (EM CAIXA ALTA) a aprovação “com folga” da reforma. No mesmo dia, horas antes, ele postou um vídeo em que defendia a proposta. Para Darci, a reforma é o primeiro passo para o país voltar a crescer. “O Brasil está falido, está quebrado e nós temos que tomar essa providência”, disse.

Também no Facebook, Coronel Armando publicou uma arte e um texto, chamando a aprovação de “uma vitória do Brasil”. Disse que a reforma é uma garantia de que o cidadão “receberá a sua merecida aposentadoria” e agradeceu aos parlamentares que apoiaram a causa.

Rodrigo Coelho foi, entre os joinvilenses, o mais crítico à reforma. Criticou a primeira versão do projeto, apresentou emendas e demorou a tomar sua decisão, embora sempre tenha sido a favor de uma reforma nas regras da aposentadoria. O parlamentar contrariou a orientação do partido ao votar pelo sim.


Texto: Felipe Silveira
Foto: Divulgação

Um comentário em “Deputados de Joinville votam a favor da Reforma da Previdência

  • 13 de Julho de 2019 at 13 de Julho de 2019
    Permalink

    Se o país está quebrado, como disse Darci, por que a dívida bilionária dos ruralistas foi perdoada há poucos dias? Ou a dívida dos planos de saúde há alguns anos? Por que o dono da Havan, e os de outras empresas, não pagam o que devem ao país?

    Por que a Petrobrás, maior fonte de receita do Brasil, está sendo vendida? Assim também como a Eletrobrás e a Vale, as empresas que geram receitas para custear o desenvolvimento do país são destruídas. Em seguida, sem recursos, para não diminuir o lucro absurdo de quem financia os deputados, o governo decide destruir e retirar direitos sociais da população.

    O pior é que só daqui dez anos o trabalhador que votou na direita empresarial elitista vai perceber que votou contra si mesmo e contra sua família.

    Todo o plano desenvolvimentista do PT foi baseado no financiamento através das riquezas geradas pelo pré-sal, e por essas grandes estatais que hoje estão sucateadas, desestruturadas, prontas para serem privatizadas e compradas por quem paga a campanha do projeto político que está hoje em vigor no Brasil.

    Reply

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *