Comissão debate melhorias na recepção de turistas na cidade

A Comissão de Legislação da Câmara de Vereadores de Joinville (CVJ) debateu, nesta segunda-feira (1), o Projeto de Lei Complementar 27/2018, que altera disposições do Código de Posturas de Joinville sobre turismo na cidade. O texto acrescenta ao código a possibilidade de comercialização de lanches em espaços públicos de gênero turístico cultural e determina que seja disponibilizada vaga de estacionamento para embarque e desembarque de ônibus turísticos.

O vereador Ninfo König (PSB), autor da proposta, argumentou que atualmente há grande dificuldade para o turismo da cidade em razão da impossibilidade de ônibus realizarem embarque e desembarque nos pontos turísticos. Ele disse, ainda, que a impossibilidade de comercialização de lanches e souvenires nesses ambientes também é prejudicial para a economia e o turismo da cidade.

Além de vereador, König é acionista de uma rede hoteleira.

A presidente do Conselho Municipal de Turismo, Maria Conceição Junckes, manifestou-se favorável ao projeto de lei. Ela afirmou, ainda, que já houveram avanços em relação aos locais de embarque e desembarque de ônibus turísticos após reuniões com o Detrans.

De acordo com Maria Conceição, o Detrans já colocou em prática a existência de vagas reservadas a ônibus turísticos em uma lista de locais sugerida pela entidade. Sobre a possibilidade de venda de souvenires e lanches, ela considera importante, e lembra que em todo o mundo há esses espaços em locais turísticos.

O representante do Joinville Cenvention e Visitors Bureau Giorgio Augusto Souza afirmou que a entidade também é favorável ao projeto de lei.

O engenheiro do Detrans, Carlos Eduardo da Cruz, fez algumas sugestões de alterações no texto do projeto, como prever que a vaga reservada a ônibus turísticos não fique necessariamente logo em frente ao local turístico, tendo em vista, segundo ele, que em alguns locais turísticos de Joinville não há essa possibilidade.

O relator da proposta na Comissão de Legislação é o vereador Maurício Peixer (PR). O texto passa ainda pela análise das comissões de Urbanismo e Economia.


Edição: Felipe Silveira
Foto: Mauro Arthur Schlieck/CVJ
Informações: Divisão de Jornalismo da CVJ

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *