Mutirão recolhe três toneladas de lixo no bairro Paranaguamirim

O projeto Nosso Bairro Limpo, do Centro de Referência de Assistência Social (Cras) do Paranaguamirim, realizou o dia D de limpeza e conscientização no último sábado (8), quando recolheu aproximadamente três toneladas de lixo. O mutirão de limpeza durou toda a manhã e contou com o apoio do projeto Ação Assim (Assistência Social Itinerante Municipal), das Secretarias de Agricultura e Meio Ambiente, Educação e Saúde, de comércios locais e da empresa Ambiental.

Equipadas com luvas, sacos de lixo, carrinhos de mão e carros de apoio para transporte dos resíduos, cerca de 70 pessoas iniciaram os trabalhos de limpeza no bairro. Durante o trajeto de cerca de quatro quilômetros, mais pessoas foram se juntando ao movimento. A equipe do Cras e da Rede de Articulação, acompanhada pelo Conselho Local de Saúde, por moradores e estudantes, percorreram oito ruas do loteamento Ana Júlia, laterais da avenida Kurt Meinert.

“O mutirão representou a união que a formação dessa rede de articulação de moradores, de lideres de associação, de pessoas que estiveram ali trabalhando pela comunidade e provaram que é sim possível se organizar em sociedade com ações concretas que vão fazer a diferença na construção histórica do bairro Paranaguamirim”, destacou Cleiton Barbosa, coordenador do Cras Paranaguamirim.

Para o depósito do lixo recolhido, foram disponibilizadas quatro caçambas pela Terraplanagem Medeiros, separadas em madeira, reciclável, alvenaria e outros materiais, destinados ao aterro sanitário. Um carro de som acompanhou todo o trajeto e anunciou aos moradores sobre a ação. Segundo Jair Fernandes, coordenador do projeto Ação Assim, muitas pessoas da comunidade se juntaram ao movimento e abraçaram a causa.

“É importante que a população perceba que ela pode fazer isso. Nós íamos passando e os próprios moradores se mobilizavam e começaram a recolher o lixo. Em alguns meses vamos ter resultados muito bons nesta região”, estimou Fernandes. O objetivo, segundo ele, é criar e fortalecer lideranças nas ruas da comunidade, para que assumam o papel de cuidado do espaço público e incentivem outros moradores.

Projeto Nosso Bairro Limpo

As ações do projeto Nosso Bairro Limpo já distribuíram sete mil guias educativos e folhetos sobre a destinação correta do lixo e cuidados para evitar a proliferação do mosquito Aedes aegypt, transmissor da dengue. Três escolas da região receberam visitas em todas as turmas dos três turnos para a conscientização. Uma maquete da Águas de Joinville ensinou aos estudantes o caminho e os ciclos da água na natureza até chegar às torneiras.

Foram fixados pontos para descarte de lixo eletrônico em três locais do bairro. A comunidade da Paróquia São Miguel Arcanjo vai promover um tapete vivo em torno de uma vala no Estêvão de Matos, com flores e árvores. “A rua Éfeso foi usada como modelo para a comunidade. A Ambiental limpou e pintou o meio fio e mostrou como pode ficar nosso bairro. Foi plantada uma árvore grande que dará muito frutos”, comenta Fernandes.

O projeto surgiu após discussões sobre os problemas com o lixo encontrados no bairro, descartado em terrenos baldios e valas, e a percepção da necessidade de conscientização sobre a destinação correta dos resíduos.


Edição: Felipe Silveira
Foto: Phelippe José/Prefeitura
Informações: Prefeitura

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *