Alesc realiza audiência sobre violência contra a mulher em Joinville

Joinville vai sediar a primeira das seis audiências públicas macrorregionais para discutir a escalada da violência contra as mulheres e os casos de feminicídio em Santa Catarina. O evento está confirmado para sexta-feira (24), no auditório da Amunesc, das 14 às 18 horas.

De acordo com a deputada Marlene Fengler (PSD), que propôs as audiências, outras estão programadas para Florianópolis, Lages, Blumenau, Chapecó e Tubarão, em parceria com a Comissão de Direitos Humanos da Assembleia Legislativa.

A motivação dos debates tem como motivação o crescimento de casos de violência doméstica em todo o estado. Para a parlamentar, que é integrante da Comissão de Direitos Humanos, é imprescindível ampliar a divulgação e avaliação do tema, pois só em 2019 a Secretaria de Estado da Segurança Pública já registrou 26 feminicídios.

Representantes de instituições que tratam da questão da violência contra as mulheres como o Tribunal de Justiça, o Ministério Público e o Ministério Público de Contas, universidades, ONGs, Polícias Civil e Militar vão participar das audiências. Um dos objetivos principais é o intercâmbio de ações preventivas que são produzidas por essas entidades em Santa Catarina.

Segundo a deputada, integrar as iniciativas que estão sendo colocadas em prática é fundamental. “Com resultados efetivos e reais, poderemos definir estratégias eficazes no enfrentamento à violência contra as mulheres, com o combate, a prevenção, a assistência e a garantia de direitos de forma ampla e integrada”, avaliou.

Após o encerramento da série de audiências a etapa seguinte será a realização de um seminário. Nele, todas as sugestões coletadas serão reunidas para apontar um encaminhamento efetivo para políticas públicas de maior eficiência e menor custo para o estado.

Na Justiça catarinense, há 41.743 processos em andamento envolvendo violência doméstica contra a mulher. Número que só está abaixo de processos relacionados ao tráfico de drogas.


Edição: Felipe Silveira
Foto: Agência Patrícia Galvão
Informações: Alesc

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *