Defesa Civil recebe universitários em estação hidrometeorológica

Você já se perguntou como a Defesa Civil alerta para um temporal, prevê picos de maré e mede a quantidade de água em uma chuvarada? O órgão conta com 11 estações hidrometeorológicas no município, equipadas com equipamentos tradicionais e sofisticados que foram desenvolvidos ao longo da história da humanidade. O funcionamento de uma estação pode ser conhecimento pela população, por turmas, mediante agendamento.

Quem já participou da experiência foi um grupo de 26 alunos da sétima fase do curso de Engenharia Civil da Universidade do Estado de Santa Catarina (Udesc) em Joinville, que visitou a Estação Hidrometeorológica do Rio Cachoeira, próxima ao Terminal Norte, na manhã da última quarta-feira (10).

“É importante ver de onde vêm os dados que estudamos em sala e saber como podemos utilizá-los em nossa profissão”, contou o estudante Thiago Peixer, de 23 anos. Ele e a turma foram recebidos pelo engenheiro agrônomo da Defesa Civil, Dieter Klostermann, que apresentou a estação aos visitantes.

Todos puderam ter contato direto com os equipamentos que medem ventos, chuvas, radiação solar, umidade, temperatura e também o nível do rio. “Ações como essas são muito importantes para que eles conheçam os instrumentos, pois, na prática da profissão, eles apenas usam os dados que são produzidos pelas estações”, destaca Dieter.

A visita à estação foi uma atividade da disciplina de Hidrologia, ministrada pela professora Tânia Mara Sebben Oneda, que acompanhou a visita. Para Tânia, a ação educativa ajuda na formação dos estudantes, pois eles podem entender como funciona o clima de Joinville e desenvolver esta área de conhecimento.

“Este contato faz toda diferença! Eu poderia apenas mostrar em imagens, mas quando eles veem aqui funcionando, tudo fica mais fácil”, destacou a professora, que também percebe a importância de os estudantes terem o contato com a prática para oportunizar a atuação profissional nesta área.

As ações educativas são feitas por meio de agendamento direto com a Defesa Civil, de acordo com a demanda. “Estamos à disposição de escolas e pessoas que queiram conhecer. Nós também fornecemos dados para a comunidade, sobre chuvas, inundações. Basta entrar em contato que estamos abertos para auxiliar toda a população”, informou o engenheiro.

Estações

Atualmente, a Defesa Civil de Joinville trabalha com 11 estações no município. Elas estão divididas em quatro categorias. As estações meteorológicas estão presentes no Ceasa, na Rodovia do Arroz e no bairro Itaum, e são responsáveis por aferir a chuva, temperatura, umidade, ventos (velocidade e direção) e radiação solar.

As estações hidrometeorológicas estão em cinco pontos da cidade. Além da estação do rio Cachoeira, existem as estações do rio Cubatão, nos bairros Bucarein e Jativoca, e no Joinville Iate Club. As estações hidrometeorológicas, além de cumprirem o mesmo papel das estações meteorológicas, também medem o nível dos rios

Joinville também possui três estações hidrológicas instaladas nos bairros Jardim Paraíso, Guanabara e na Unidade de Obras da Secretaria de Infraestrutura Urbana (Seinfra), que medem o nível dos rios e a quantidade das chuvas. A estação hidrometeorológica instalada no Joinville Iate Club também é uma estação maregráfica, que mede as alterações da maré.

Instituições e pessoas interessadas em receber ações educativas, ou em levar grupos para conhecerem as estações, devem fazer contato com Dieter, pelo telefone 3431-1513.

Edição: Felipe Silveira
Foto: Phelippe José/Prefeitura
Informações: Prefeitura

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *