Documentário sobre a ditadura em Joinville será exibido nesta terça

Mesmo que seus avós não tenham percebido os efeitos da ditadura, ela certamente existiu. E foi muito dura contra quem se opôs ao regime e até mesmo contra pessoas que levaram o azar de cruzar com alguém que tinha poder naquela época. A ditadura que sequestrou, torturou e assassinou milhares de pessoas não tinha muito critério para fazer isso.

Para levar ao conhecimento de um público maior as histórias da ditadura na cidade, o Centro Acadêmico Livre de História Eunaldo Verdi (Calhev) exibe, na noite desta terça-feira (9), às 19 horas, o documentário “Ditadura Reservada: Um Retrato do Regime Militar em Joinville”, de Fabricio Porto.

Lançado em 2011, o filme conta a resgata depoimentos de ex-presos políticos, historiadores, radialistas e sociólogos convidados que contam como foi esse período em Joinville. Esse resgate é acompanhado de histórias de vida como a do casal Glória e Osni Rocha (foto), que viveram a perseguição do regime.

Joinville, aliás, produziu um relatório de sua Comissão Municipal da Verdade (CMV), um documento público a partir de investigação de documentos e depoimentos de vítimas. Porém, a Prefeitura, responsável pela publicação, ainda não fez sua parte. O relatório aborda a participação de empresas e autoridades à população, em especial sindicalistas, como a Tupy e o ex-prefeito Nilson Bender. O seu depoimento, aliás, está no documentário.

A entrada é gratuita e a exibição será no antiteatro do Biblioteca da Univille. Veja o trailer:

Texto: Felipe Silveira
Foto: Guarda Filmes

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *