Na contramão de Bolsonaro, SC busca ampliar relações internacionais

“O objetivo é tornar Santa Catarina o estado mais global do Brasil”. A frase é de Derian Campos, que, caso a reforma administrativa seja aprovada, será o secretário de Articulação Internacional no governo de Carlos Moisés da Silva. Para isso, o governo busca ampliar relações com um número maior de países, dos Estados Unidos à China, passando por Turquia e Índia, para citar exemplos.

De certa forma, o governo atua na contramão da política internacional do governo federal, que tem buscado estreitar relações com Estados Unidos e Israel, afastando-se da China, da Rússia e de países do Oriente Médio.

Desde janeiro, o governo recebeu representantes de dez países para discutir assuntos de interesse do estado, como educação, investimentos internacionais e intercâmbio de tecnologias. Para Campos, a proposta é trabalhar de forma mais proativa para ampliar a presença catarinense no exterior e, ao mesmo tempo, trazer capital e tecnologia estrangeiros para promover desenvolvimento econômico e qualidade de vida.

Entre janeiro e março, o governador e o futuro secretário já participaram de reuniões com representantes da Argentina, Itália, China, Espanha, Estados Unidos, Alemanha, Uruguai, República Tcheca, Senegal e Canadá.

“Cada reunião que se faz com um cônsul ou embaixador é um mundo de possibilidades que se abre. Nesses encontros, o representante do país sugere ao governador parcerias em vários aspectos. O papel da nossa secretaria é manter o diálogo. Já temos identificado oportunidades bem interessantes”, resumiu Campos, em entrevista à assessoria de imprensa do governo.

A criação da pasta está prevista na proposta de reforma administrativa encaminhada pelo governador Carlos Moisés à Assembleia Legislativa. Enquanto isso, Campos atua na Casa Civil como consultor para assuntos internacionais e toma a frente em reuniões envolvendo o governo e delegações estrangeiras.

“Temos que olhar para os países que, nos próximos 10 anos, vão se destacar no mundo, como Índia, Turquia e Indonésia, que prevê multiplicar o PIB por 10. O que eles vão precisar? O que nós podemos fornecer? Esse planejamento de futuro é extremamente importante”, explicou. Segundo ele, a nova mentalidade da secretaria é ajudar Santa Catarina a se inserir no contexto internacional, identificando oportunidades para que o estado seja fornecedor de produtos, serviços e tecnologias que tenham alta demanda nos próximos anos e décadas.

Mas a novidade não é tão nova assim. O governador Raimundo Colombo, por exemplo, recebia representantes internacionais com frequência, além de realizar viagens internacionais. Eduardo Pinho Moreira, por sua vez, assinou, há um ano, um protocolo de intenções com chineses, entre outras parcerias, como na área esportiva.

Representantes de SC em outros países

Segundo Campos, uma estratégia para vender Santa Catarina no exterior é estimular o surgimento de representantes não remunerados que atuam a favor do estado em outros países. Atualmente, há apenas dois: um em Israel e outro na Alemanha.

“Por que não ter na China, na Espanha, nos Estados Unidos, e em outros países? São catarinenses que carregam o Estado com eles e atuam sob algumas regras que nós estabelecemos para divulgar nosso Estado. Eles distribuem materiais de divulgação de turismo, portos e outros diferenciais catarinenses”, sugeriu o secretário.

Texto: Felipe Silveira
Foto: James Tavares/Governo de SC
Informações: Governo de SC

Um comentário em “Na contramão de Bolsonaro, SC busca ampliar relações internacionais

  • 1 de Abril de 2019 at 1 de Abril de 2019
    Permalink

    Fazer ligações com o exterior nunca foi um problema. O busílis da questão é: como e em que condições se darão essas ligações. No atual concerto internacional o Brasil será sempre um nanico nas relações externas.
    É preciso romper o pacto pelo alto que foi instalado para estabelecer novas ligações. Sem isso, não há a mínima condição.
    Abraço.

    Reply

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *