Governador enviará à Alesc proposta de aumento do salário mínimo estadual

O governador Carlos Moisés encaminhará na próxima semana à Assembleia Legislativa de Santa Catarina, em caráter de urgência, o projeto de reajuste do salário mínimo estadual. A proposta, elaborada pelas federações empresariais e centrais sindicais laborais de Santa Catarina e entregue ao governador, concede um aumento de 4,29% em todas as quatro faixas salariais, que passarão, respectivamente, para R$ 1.158, R$ 1.201, R$ 1.267 e R$ 1.325.

Na mensagem à Alesc, o governador pedirá que, conforme acordado entre as categorias, não haja emendas ao projeto e que ele tenha caráter retroativo a 1º de janeiro. Haverá também o pedido de tramitação conjunta nas comissões da Alesc, de modo a acelerar o processo. “As categorias já discutiram incessantemente para chegar a um acordo”, frisou Moisés.

Entre os representados na negociação em fevereiro estiveram, pelo lado empregador, FIESC (Federação das Indústrias de SC); FAESC (Federação da Agricultura), FECOMÉRCIO (Federação do Comércio), FETRANCESC (Federação das Empresas de Transportes de Cargas) e Federação dos Hospitais (FEHOESC). Representaram os trabalhadores: FECESC, FETIESC, FETIAESC, Força Sindical, Nova Central dos Trabalhadores, UGT, CUT, FETAESC e Dieese.

Edição: Alexandre Perger
Foto: Cristiano Estrela/Secom

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *