Joinville se despede do Centreventos com derrota para o Paulistano

Na sua última partida em casa neste NBB, o Joinville fez um duelo equilibrado contra o Paulistano, mas acabou derrotado na prorrogação. O time visitante venceu por 97 a 87 e segue dependendo apenas de si para garantir um lugar no G4 da competição. Já o Joinville tem mais dois jogos para tentar escapar da última colocação do torneio.

Foi um jogo equilibrado desde o início. O Paulistano tem um dos melhores elencos do país e isso ficou claro já no primeiro quarto. Léo Meindl, Du Sommer, Victão e Eddy começaram a partida muito bem pelos visitantes, enquanto Felipe Vezaro e Starks comandavam os donos da casa. A dupla somou 11 pontos dos 21 que o time fez no quarto. O placar refletiu a igualdade do jogo e terminou com o Paulistano um ponto na frente, 22 a 21.

N segundo quarto Cook apareceu para o jogo. O herói da última vitória joinvilense fez 12 pontos e foi o principal responsável pelo bom momento do Joinville no jogo. Lucas Rosniak veio bem do banco e também contribuiu com cinco pontos e um rebote. No Paulistano, Renan ajudou a manter a equipe no páreo e o armador Yago começou a dar as caras na partida. Mas o momento era do Joinville e a equipe da casa encerrou o primeiro tempo vencendo por 43 a 40.

O Paulistano seguiu mostrando que tem um excelente elenco. No terceiro quarto foi a vez de Roquemore assumir as rédeas da equipe , ao lado de Léo Meindl, fez oito pontos no período. Mas o coletivo joinvilense fez a diferença. Mathias, os irmãos Vezaro, Cook e Socas fizeram 10 minutos muito consistentes e a vantagem joinvilense aumentou para cinco pontos, 65 a 60.

Mas na hora decisiva o craque aparece. Quando o Paulistano precisou, pode contar com seu atleta diferenciado. Yago fez 10 pontos no último quarto e comandou a reação visitante. Mathias e Cook equilibravam o placar e o Joinville chegou a ter a chance a vitória na última bola. Porém, Cook não conseguiu repetir a game winner do jogo anterior e a partida acabou empatada em 81 a 81.

No tempo extra o Joinville logo perdeu Mathias, por excesso de faltas. Já sem Jerônimo e André Bambu, lesionados, a equipe sentiu falta de seu principal pivô e foi presa fácil para o time paulista. Com Léo Meindl decisivo, os visitantes abriram vantagem. Mal ofensivamente, o time da casa não conseguiu pontuar o suficiente para ameaçar o Paulistano e acabou derrotado.

Léo Meindl foi o destaque do jogo com 25 pontos e nove rebotes. Yago, com 17 pontos, também foi importante para a vitória alvirrubra. No Joinville, destaque para Cook com 24 pontos e seis assistências. Socas, com nove rebotes, três assistências e três roubadas de bola também foi bem.

A vitória manteve o Paulistano na quarta posição. O próximo compromisso da equipe será na segunda-feira (18), contra o Franca, em casa. Já o Joinville segue na lanterna. Na penúltima rodada o time vai até Bauru enfrentar os donos da casa. A partida está marcada para o dia 24 de março.

Reunião da LNB não define descenso

Na última quinta-feira (14) a Liga Nacional de Basquete (LNB) se reuniu para discutir algumas questões relativas ao NBB. Na pauta estava o possível aumento de participantes da competição na próxima temporada. Desde a edição passada a LNB já tem a intenção de aumentar o número de times que disputam o torneio, mas nenhuma equipe de fora da Liga conseguiu cumprir os requisitos financeiros necessários.

O possível inchaço do NBB pode fazer com que a equipe que termine na zona de rebaixamento nesta temporada permaneça na elite na próxima edição. Atualmente duas equipes terão o direito de ascender ao NBB via competições inferiores. Um via Liga Ouro e outro via Brasileiro da CBB, o que já aumentaria o número de participantes para 15 equipes. Se a Liga decidir aumentar ainda mais a competição, pode decidir manter o time rebaixado nesta edição.

Ainda existe a questão das equipes franqueadas. Elas têm direito de disputar competições da LNB, que hoje são o NBB, a Copa Super 8 e a Liga Ouro. Como a realização da Liga Ouro da próxima temporada ainda não está garantida, aumentar o número de times do NBB seria uma forma de garantir aos franqueados que todos jogassem competições da Liga. O Joinville é um dos times que possuem franquia.

Porém, a LNB decidiu adiar a discussão sobre esse tema para o meio do ano. A reunião de quinta discutiu assuntos relacionados aos playoffs e transmissões de TV. Em junho, o tema deve voltar a pauta e uma decisão será tomada.

Texto: Vitor Forcellini
Foto: AABJ

 

 

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *