Sérgio Adriano H abre exposição “Grito do Silêncio” na Capital

O joinvilense Sérgio Adriano H, um dos nomes mais importantes da arte contemporânea nacional, abre a exposição “Grito do Silêncio” nesta quarta-feira (13), às 19 horas, em Florianópolis. A mostra ficará no Memorial Meyer Filho até 6 de abril.

Em “Grito do Silêncio”, H discute o racismo, a herança escravocrata e os estereótipos arraigados na cultura brasileira. Segundo ele, a exposição de fotos é um pequeno diálogo sobre homens, cor da pele e construção desse domínio invisível onde só existem dois lados: opressores e oprimidos.

“Este trabalho tem o singelo e enorme objetivo de plantar algumas interrogações no pensamento dos indivíduos e da sociedade: afinal, porque não falamos francamente de racismo no Brasil? O que não se deseja olhar? É mais fácil deixar os negros como coadjuvantes, serviçais ou os bandidos da sociedade? Vamos perpetuar os mecanismos que condenam os negros a uma morte social?”, questiona Sérgio.

A reflexão social é a marca do artista, que teve em 2018 um ano excepcional. Ele recebeu, em dezembro, a medalha Victor Meirelles, sendo reconhecido como personalidade do ano nas artes visuais pela Academia Catarinense de Letras e Artes (ACLA). Sérgio também foi segundo colocado no Prêmio Aliança Francesa de Arte Contemporânea 2018, um dos mais reconhecidos da área em SC, que resultou na atual exposição na capital catarinense.

Até abril, a arte de Sérgio Adriano H poderá ser vista em outras três mostras: na Coletiva 7ª Arte Londrina (27 de março), na galeria do Sesc Joinville (4 de abril) e no Centro de Arte Oiticica, no Rio de Janeiro (6 de abril). No segundo semestre, ele tem mostras individuais confirmadas em Itajaí e Blumenau.

Edição: Felipe Silveira
Foto e informações: Assessoria

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *