Rodrigo Coelho divulga balanço do primeiro mês de mandato

O deputado federal Rodrigo Coelho (PSB) divulgou um balanço de suas ações no primeiro mês de mandato no Congresso Federal. Além de apresentar projetos e emendas parlamentares, abriu mão de dois benefícios: o auxílio-mudança e o Aposentadoria Especial dos Parlamentares.

De acordo com a assessoria de Coelho, ele destinou os R$ 33.763,00 do auxílio-mudança para entidades filantrópicas de Santa Catarina. Quanto à aposentadoria especial, que lhe permitiria se aposentar com um benefício bem maior do que o teto do INSS, disse que vai continuar pagando como a “como a maioria dos trabalhadores desse país”.

Quanto aos projetos, o joinvilense protocolou um projeto de lei para estimular o empreendedorismo. “Quero que o governo federal permita a liberação do saque do FGTS para a criação de negócio próprio. É uma forma de saída à crise econômica, uma vez que mais de 13 milhões de brasileiros estão desempregados”, disse.

Coelho também é co-autor de um projeto que discute a extinção das taxas dos chamados terrenos de marinha. “Sou co-autor deste projeto idealizado pelo colega deputado Amaro Neto (PRB-ES). Diversas cidades catarinenses e brasileiras pagam por um tributo que foi criado há quase 200 anos e que não tem mais cabimento”.

O deputado catarinense apresentou 17 emendas à Medida Provisória 871/2019, apresentada pelo Governo Federal e cujo objetivo fazer um pente-fino nos benefícios do INSS para combater fraudes. Coelho disse que notou uma “série de inconsistências” na proposta. “É preciso, sim, verificar as concessões, mas sem excluir direitos das pessoas que mais precisam”.

Edição: Felipe Silveira
Foto: Chico Ferreira/Divulgação
Informações: Assessoria

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *