Prefeito cobra repasses ao São José em visita de governador a Joinville

Na primeira visita oficial como governador a Joinville, Carlos Moisés da Silva visitou muitos lugares, foi elogiado e cobrado pelo prefeito Udo Döhler e não assinou compromissos, apesar de expressar alguns verbalmente. A visita ocorreu na quinta-feira (28).

A principal cobrança foi em relação ao Hospital Municipal São José (HMSJ), que não tem recebido repasses de R$ 3 milhões por mês prometidos pelo ex-governador Eduardo Pinho. “Hoje, os gastos [com saúde] já atingem 38,8% e um dos motivos são os R$ 12 milhões por mês que investimos no Hospital São José para atendermos nossa cidade e a região. Para reduzirmos o impacto dessa despesa estamos pedindo um apoio de R$ 6 milhões ao Estado”, disse o prefeito, somando das parcelas relativas à janeiro e fevereiro.

O prefeito quer auxílio do estado porque o hospital municipal atende uma região com 1,37 milhão de pessoas, quando Joinville tem 580 mil habitantes. “Isso, para nós, é extremamente perverso”, disse Döhler. O mandatário joinvilense também cobrou investimento em infraestrutura, como no eixo industrial, a construção do Centro de Cultura e Lazer, a criação da Região Metropolitana e gerenciamento costeiro da Baía Babitonga.

Apesar das cobranças, o governador e o prefeito trocaram elogios. “Estamos aprendendo com sua gestão séria, com seu exemplo”, disse Moisés a Udo. O prefeito, por sua vez, entregou uma medalha de ouro do sesquicentenário de Joinville ao governador.

Visitas

Moisés visitou o Perini Business Park e o campus campus joinvilense da Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC), que fica dentro do complexo. Também conheceu a estrutura da Escola do Teatro Bolshoi e afirmou que o estado continuará sendo um parceiro da escola.

A Associação dos Bombeiros Voluntários de Joinville também foi visitada por Moisés, que assegurou a manutenção das parcerias já existentes do Governo do Estado. “Tenho 30 anos de atividade de bombeiros e sei das dificuldades, do que a gente assiste na vida da gente, sei o quanto cada bombeiro voluntário ama a corporação. Aproveito a vinda até aqui para reiterar o meu respeito”, declarou o governador.

A agenda de Moisés foi acompanhada pelo prefeito de Joinville, Udo Döhler, os secretários de Estado Douglas Borba (Casa Civil), Lucas Esmeraldino (Desenvolvimento Sustentável), Derian Campos (Articulação Internacional) e a presidente da Fundação Catarinense de Cultura (FCC), Ana Lúcia Coutinho, além de deputados federais e estaduais.

Texto: Felipe Silveira
Foto: Governo de SC
Informações: Prefeitura | Governo de SC

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *