Projeto incentiva economia criativa e colaborativa em São Francisco do Sul

O projeto Janaínas Handmade, que no primeiro ano contou com aulas de crochê inspiradas nas referências litorâneas e no amor pelas tramas, terá nova edição neste ano, desta vez voltado ao mercado de trabalho.

“O projeto propôs ações de autonomia econômica da comunidade, resgatando a potencialidade de um saber que já existe nela, aprimorado a partir de outras referências”, explica a designer e professora Bruna Szpisjak, que na primeira edição orientou um grupo de 25 mulheres em encontros mensais.

Elas confeccionaram peças de moda e decoração a partir de aulas de crochê, criação e gestão. O resultado do trabalho foi um e-book com um formato de editorial de moda. Clique aqui para ver.

De acordo com a Bruna, idealizadora do projeto, o nome Janaínas vem da ligação entre o mar, a mulher e a renda, perfeito para uma ideia desenvolvida em uma ilha como São Francisco do Sul. As aulas foram ministradas no Centro Cultural Ester dos Passos Rosa, um casarão antigo situado no centro histórico de São Francisco do Sul, que carinhosamente foi apelidado pelo grupo de Casa das Janaínas.

Os encontros ocorriam nas últimas sextas-feiras de cada mês, no período da tarde, e as mulheres teciam contemplando o belo entardecer da Baía Babitonga, visto através dos janelões do Centro Cultural. Com essa atmosfera rica em sensações de aconchego, sabores, zelo e criatividade, o espaço público transformou-se em um laboratório criativo e cenário para a realização do editorial de moda para o e-book.

Centro Cultural Ester dos Passos Rosa, onde ocorrem as aulas, foi carinhosamente apelidado de “Casa das Janaínas”

As aulas de criação contaram com atividades teóricas e práticas. Os exercícios de criação serviram como base para que cada artesã pudesse criar sua própria peça. “A criatividade quando exercitada e produzida torna o pensar tangível, dá autonomia para a liberdade de criar e expressar a identidade de cada indivíduo e de sua comunidade para o mundo”, comentou Bruna.

Devido à boa receptividade deste projeto na comunidade, agora em março começam as aulas com foco em empreendedorismo e economia colaborativa e criativa. As aulas serão gratuitas, realizadas durante uma tarde por mês, no mesmo local, e já estão com as vagas preenchidas. O projeto conta com o patrocínio da Círculo S/A, empresa que produz fios para trabalhos manuais e que viabilizou as aulas gratuitas para a comunidade.

Edição: Felipe Silveira
Foto e informações: Assessoria

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *