Destaque da base, Baianinho não tem percentual do passe ligado ao JEC

Daniel Gonçalves, o Baianinho, vai encontrar pela segunda vez neste Catarinense o clube com o qual tem contrato, o Brusque, que abre o returno da competição estadual neste sábado contra o JEC, na Arena. O jovem jogador está no Coelho desde agosto de 2017, quando veio para as categorias de base. O vínculo de empréstimo com o atleta vai até o final deste ano.

Mas o que mais chama a atenção é que um dos reservas mais utilizados pelo técnico Zé Teodoro – é o 13º jogador em minutagem, 229 minutos em 6 jogos no Catarinense (líder de assistência, com 2, ao lado de Cachorrão) – quase não ficou no clube. Segundo André Rezini, diretor de futebol do Brusque, o Joinville tentou devolver o atleta no início do ano.

“Antes de começar o Catarinense, o Joinville tentou devolver o atleta para o Brusque. Acabou que ele tinha esse termo de empréstimo e nós achamos que não era útil fazer toda a reversão de novo. Ele acabou ficando no Joinville, indo bem e não falaram mais nada”, disse Rezini, diretor de futebol do Brusque.

“Não foi bem assim”

Procurado, o executivo de futebol do JEC, Agnello Gonçalves, afirmou que não foi exatamente isso o que aconteceu, mas não entrou em detalhes. “Não foi bem assim. O fato que o modelo (de contrato) que foi feito com o Baiano ao meu ver não vai ao encontro que penso ser interessante para o clube, mas respeito quem na oportunidade fez”, respondeu.

Segundo informações apuradas com o setor jurídico do Brusque, o Joinville não possui qualquer direito econômico sobre o passe do atleta, o que talvez tenha motivado o interesse do JEC em devolver o atleta. Não há nem clausula de vitrine, comum em empréstimos.

A reportagem também procurou o representante do jogador, que ainda não respondeu as mensagens enviadas.

Texto: Yan Pedro
Foto: JEC

Um comentário em “Destaque da base, Baianinho não tem percentual do passe ligado ao JEC

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *