Bombeiros Voluntários registram redução nas ocorrências em 2018

O Corpo de Bombeiros Voluntários de Joinville (CBVJ) atendeu 6.413 ocorrências em 2018. O número é 2,97% menor que o registrado no ano anterior, quando os bombeiros receberam 6.607 chamados. Para comando da corporação, os números positivos são reflexo do trabalho em prevenção.

O balanço operacional do CBVJ mostra redução de atendimentos nos três principais indicadores do escopo bombeiril: atendimento pré-hospitalar (serviço das ambulâncias), eventos extraordinários (salvamento e resgate de pessoas e animais em situação de risco, ações decorrentes de fenômenos climáticos ou em cooperação com a Defesa Civil) e incêndios.

A categoria de eventos extraordinários foi a que mostrou maior retração na comparação entre os dois últimos anos. Em 2018 foram atendidos 1.184 chamados, 5,81% a menos que em 2017 (1.254 ocorrências). Os combates a incêndio registram a segunda maior queda em número de ocorrências: 3,26% a menos de um ano para outro – 890 registros em 2018 contra 920, em 2017.

Segundo o comandante do CBVJ, Jaekel A. Souza, a diminuição dos índices de ocorrências é positiva. “Significa que as campanhas preventivas em todas as áreas de atuação da corporação foram importantes no cenário de emergências em Joinville”, diz. “Os números são reflexo destas ações.”

O balanço operacional do ano passado mostrou outro número positivo: os voluntários prestaram 159 mil horas de serviços em escalas operacionais, 19,8% a mais do que o verificado no período comparado. Para o subcomandante voluntário, Jackson Seidel, dois fatores contribuíram para o resultado: ações dos chefes voluntários para estimular a participação dos bombeiros nas escalas operacionais e, em paralelo, a formação de novos bombeiros voluntários.

Embora também em curva descendente, os atendimentos pré-hospitalar representam o maior volume de atendimento prestado pelos bombeiros voluntários à comunidade. Em 2018, as urgências e emergências na área de saúde representaram 67,66% de todas as chamadas para o 193. Foram feitos 4.339 socorros – 2,34% a menos quando comparado com 2017 (4.443 ocorrências).

Nos 12 meses de 2018, os socorristas do CBVJ saíram 2.963 vezes para atender especificamente acidentes de trânsito – média de 8,1 por dia. O mais preocupante: 41,1% das vítimas no trânsito atendidas pelos bombeiros se envolveram em acidentes entre carro e moto (1.218 registros).

O Centro de Atividades Técnicas (CAT) do Corpo de Bombeiros registrou aumento de 8% na quantidade de projetos de prevenção a incêndio e pânico (PPCI) analisados e de vistorias. No período, os engenheiros analisaram 4.285 projetos preventivos contra incêndio — em 2017, foram analisados 3.591 projetos —, número equivalente a 11,1 milhões de metros quadrados de área construída. Já os vistoriadores do CAT visitam 16.317 estabelecimentos para concessão ou renovação de licenças.

Edição: Felipe Silveira
Foto e informações: CBVJ

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *