Embraco já obtém resultados com o uso da realidade aumentada

Na indústria, uma das aplicações da tecnologia de realidade aumentada é poder visualizar uma máquina em tamanho real e checar todos os aspectos dela antes de construí-la, podendo corrigir rapidamente os erros. É nisso que a Embraco vem apostando. Desde janeiro de 2018, grande parte dos equipamentos para uso nas linhas de produção da Embraco, no Brasil, foi projetada e validada por meio dessa tecnologia.

Com isso, a adoção da realidade virtual permitiu reduzir, em média, 3% do custo total de equipamentos, acelerando a implementação nas linhas de produção.

A tecnologia possibilita uma experiência imersiva do operador na máquina. Itens como segurança, ergonomia, manutenção e facilidade na operação são avaliados por todos os envolvidos – especialistas, técnicos de manutenção, de ergonomia, preparadores e operadores – ainda na fase de projeto.

Isso permite a identificação imediata de eventuais falhas e a realização de ajustes necessários antes da construção do equipamento. É possível notar, por exemplo, se é necessário mudar a posição de painel, a posição de acesso para manutenção ou qualquer outra alteração.

“A realidade virtual reduz tempo de desenvolvimento, implantação e custo do equipamento por evitar retrabalho e garantir que a máquina chegue 100% apta e segura à fábrica. Permite tomar decisões muito mais rápidas em relação ao projeto e às mudanças que precisam ser feitas”, atesta Claudemir dos Santos, diretor de Operações da planta Brasil.

Edição: Alexandre Perger
Foto: Divulgação/Embraco

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *