Assistência Social reúne interessados em participar da Feira Dona Francisca

Nesta terça-feira (5), cerca de 90 pessoas participaram da primeira reunião realizada pelo Centro Público de Atendimento aos Trabalhadores de Joinville (Cepat), unidade da Secretaria de Assistência Social (SAS), para planejamento da nova Feira Dona Francisca, que deve estrear na segunda quinzena de março, na região central da cidade.

O evento tem como objetivo proporcionar aos empreendedores que participam da incubadora pública Join.Cubo, de grupos e associações do movimento Economia Solidária e aos alunos dos cursos de artesanato oferecidos pelo Cepat a oportunidade de comercializar os seus produtos e colocar em prática o que aprendem nas capacitações.

“A Feira Dona Francisca servirá como laboratório de comercialização. Ensinamos aos nossos alunos todo o processo de formação, desde atendimento ao cliente até técnicas de precificação. E eles relatavam que faltava essa experiência prática, um canal de escoamento de produto. Com a feira também poderemos analisar o que podemos melhorar na formação dos nossos alunos”, explica a gerente de Fomento à Geração de Emprego e Renda do Cepat, Lisielen Goulart.

A feira será realizada no encontro das ruas 15 de Novembro e Dona Francisca, ao lado do Terminal Central. O evento deverá acontecer quinzenalmente, sempre às quintas-feiras, das 9 às 16 horas. Serão disponibilizados vinte espaços para exposição que poderão oferecer mais de um produto ou serviço.

Lisielen ainda completa: “Trabalhamos a questão da coletividade para que as pessoas possam dividir os espaços e, assim, contemplar mais empreendedores”.

Para o secretário de Assistência Social de Joinville, Vagner Ferreira de Oliveira, além de uma nova atração para o público, a Feira Dona Francisca concretiza a premissa de trabalho da SAS, que é promover a autonomia e a inserção das pessoas ao mercado de trabalho.

“Oferecemos à comunidade a porta de entrada aos serviços sociais por meio dos Centros de Referência em Assistência Social (CRAS) e a geração de renda, que representa a porta de saída. Com inciativas como a incubadora Join.Cubo, conseguimos ajudar a emancipar as pessoas”, declarou o secretário.

O que é a Join.Cubo?

A Join.Cubo é a incubadora pública criada pela Prefeitura de Joinville, por meio da iniciativa do Serviço de Incentivo às Organizações Produtivas (SIOP), vinculado à SAS, com o objetivo de levar ao empreendedor maior entendimento sobre o que é empreender e como fazer uma gestão segura para fortalecer o seu negócio e conquistar mercado.

Em atividade desde 2016, a Join.Cubo conta atualmente com cerca de 60 alunos, distribuídos em três turmas que ocupam diferentes módulos da formação.

Edição: Kaue Vezentainer
Informações: Prefeitura 

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *