Aniversário sem gols: JEC empata com Hercílio Luz

Joinville e Hercílio Luz abriram, na noite de terça-feira (29), a quinta rodada do Campeonato Catarinense 2019 com um empate em Tubarão. No aniversário de 43 anos do Tricolor, a festa foi sem gols. Com isso, o JEC vai entrando em uma fase em que divide a torcida. O mais otimista comemora o ponto conquistado fora de casa. O pessimista começa a se irritar com a falta de vitórias e com a posição na tabela.

Apesar do placar zerado, o jogo foi aberto, com chances de gols para os dois lados. Lima, o maior artilheiro tricolor (140 gols), hoje no time do Sul, teve duas chances claras para abrir o placar no primeiro tempo. A zaga do Joinville fez os cortes necessários. Na mesma etapa o Joinville também levou perigo, em duas jogadas de Nathan Cachorrão. Primeiro um chute de fora da área defendido pelo goleiro Tigre. Depois de cabeça, livre sobre a linha da pequena área, para fora.

Apostando na velocidade, o técnico Zé Teodoro fez trocas ousadas no intervalo. Tirou o experiente Rafael Grampola e alçou o jovem Antony, cria da base e com 17 anos de idade, ao jogo. Também colocou Baianinho, mais rápido, no lugar de Rodrigo Figueiredo, mais passador.

O jogo ficou, de fato, mais acelerado. Logo aos nove minutos da segunda etapa, o próprio Baianinho perdeu um gol frente a frente com o goleiro Tigre. A jogada começou com um belo lançamento de João Ananias para Cachorrão, na direita. O canino atacante superou a zaga e chegou na linha de fundo para tocar para trás. A bola cruzou a área e chegou até o pequeno baiano, no bico esquerdo da pequena área, que soltou um foguete – forte e em direção à lua.

Aos 15, nova chance, menos clara, mas Wellington Rato perdeu. E não era a noite do atacante-roedor. Aos 20 minutos, Rato caiu no gramado e precisou ser substituído. Robert, que agradou nas suas participações, foi colocado no jogo. Com as três substituições antes da metade do segundo tempo, Zé Teodoro ficou sem possibilidades de mexer na partida.

O jogo terminou sem gols e sob forte chuva no estádio Aníbal Costa, onde estiveram 1.113 pessoas.

Zé Teodoro afirmou que o desgaste (jogou há dois dias, no domingo) prejudicou o time, mas destacou o empenho dos atletas. Sobre as trocas, disse que faz parte da estratégia para mudar a partida. “Depois que a gente ganhar um jogo vai se soltar. A gente tá precisando disso”, afirmou o treinador.

O JEC enfrenta o Figueirense no sábado (2), na Arena Joinville.

Texto: Felipe Silveira
Foto: JEC

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *