Para desencantar no Catarinense, JEC encara Chape na Arena

Em busca da primeira vitória no Catarinense, o Joinville recebe a Chapecoense neste sábado (26), às 19 horas, na Arena. A partida, válida pela quarta rodada, reúne equipes vencedoras no Estadual, mas que estão longe de protagonizar um duelo equilibrado. Enquanto o Verdão D’Oeste está na Série A do Campeonato Brasileiro e com orçamento estimado em mais de R$ 2 milhões mensais, o Tricolor vai disputar a Série D e com folha salarial para o Estadual estimada em R$ 250 mil/mês.

Mudança (s) no JEC

Além do abismo financeiro, o Coelho vai precisar driblar o desfalque do lateral esquerdo Tiago Costa, único jogador que ainda não possui reserva imediato. A tendência é de que João Ananias, jogador que vem sendo improvisado na lateral direita, seja deslocado para a esquerda. Com isso, Arez deve fazer sua estreia, atuando no espaço deixado por Ananias.

Leia também:
Joinville vai lançar terceiro uniforme neste sábado

No meio-campo e no ataque é onde moram as indefinições. Com pouco poder criativo na última rodada, Zé pode colocar Rodrigo Figueiredo no meio-campo, passando Wellington Rato (foto em destaque) para a direita. Caíque, que vinha sendo o titular, ficou de fora na quarta-feira e só deve retornar em uma semana. Caxito também pode ganhar a posição de Nathan Cachorrão.

Possível JEC: Jefferson; João Ananias; Luan, Marlon e Arez; Leandro Bulhões e Clécio; Wellington Rato, Rodrigo Figueiredo (Robert) e Nathan Cachorrão (Caxito); Rafael Grampola.

Chape está confirmada com três titulares

A Chapecoense vem a Joinville com um time misto. Apenas três titulares, o goleiro João Ricardo e os atacantes Victor Andrade e Wellington Paulista, estarão no time inicial. Neste início de temporada, o treinador Claudinei Oliveira vem escalando o time de suplentes longe de Chapecó.

Provável Chape: João Ricardo; Marcos Vinícus, Joílson, Luiz Otávio e Alan Ruschel; Tharlis, Orzusa e Yann Rolim; Bruno Silva, Wellington Paulista e Victor Andrade.

Texto: Yan Pedro.
Foto: JEC

Patrocínio:

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *