Orquestra Prelúdio busca recursos para projeto de transformação social

O projeto de extensão Música e Cidadania, desenvolvido pela Orquestra Prelúdio em parceria com a entidade Missão Criança, com incentivo da Lei Rouanet, busca o apoio financeiro para ter continuidade. São atendidas aproximadamente 60 crianças do bairro Jardim Paraíso, que recebem alimentação e têm oportunidade de praticar atividades no contra-turno escolar.

O maestro Rafael Daniel Huch, da Orquestra Prelúdio, explica como funciona o projeto. “Entramos com as aulas de música. As crianças receberam instrumentos musicais: violino, flauta doce e violão. Temos dois professores, do grupo, que semanalmente vão lá e lecionam aulas de violino, violão e canto coral para essas crianças”, disse.

As aulas já tem revelado músicos. No final de 2018, parte das crianças se apresentou junto à orquestra em um dos Concertos Matinais, projeto da Prefeitura que leva apresentações musicais ao Cemitério dos Imigrantes aos domingos pela manhã. A foto é desse evento.

Ele ressalta a importância de se investir em um projeto de formação continuada. “Estamos, neste momento do projeto, na fase de captação de recursos. Tivemos alguns aportes que possibilitaram o início, mas nós não podemos deixar com que essas crianças interrompam os estudos agora. Esse projeto, talvez, seja a única possibilidade de transformação social delas”.

Huch explica que as pessoas podem destinar parte do que iria para o Imposto de Renda para financiar o projeto: “Fazemos um apelo a você empresário, que tem lucro real, pois você pode destinar até 4% do seu imposto de renda para o projeto Música e Cidadania. Pessoa física também, você pode destinar até 6% do seu imposto de renda para esse projeto”.

Edição: Felipe Silveira
Foto: Missão Criança
Informações: Orquestra Prelúdio

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *