MPL realiza manifestação contra horário “especial” e possível aumento de tarifa

O Movimento Passe Livre (MPL) de Joinville realizou, no fim da tarde de sexta-feira (21), uma manifestação na Praça da Bandeira seguida de “catracaço” no Terminal Central. Eles protestaram contra a redução da circulação de ônibus e retirada de linhas durante o período de férias escolares (17 de dezembro a 25 de janeiro) e contra um possível aumento da tarifa na virada de ano (mencionado na imprensa, mas sem anúncio oficial).

Leia também:
Calor e caos no primeiro dia do horário “especial” do transporte público

A concentração para o ato começou às 17h30 e, após assembleia, os manifestantes foram até as catracas do terminal, onde liberaram a passagem gratuitamente para quem quisesse passar. É o chamado catracaço, que durou aproximadamente uma hora. Pouco depois do início da ação, chegaram ao terminal cerca de 20 policiais, que acompanharam a ação.

Centenas de pessoas passaram por baixo ou por cima da catraca, economizando o dinheiro da passagem na ocasião. O objetivo do MPL com a ação é mostrar, na prática, o quanto a tarifa pesa no bolso do trabalhador e das famílias. O movimento também denuncia que as empresas Transtusa e Gidion operam o sistema de transporte público sem licitação e que a tarifa subiu, historicamente, acima da inflação.

O MPL vai realizar, neste sábado (22), uma atividade aberta para apresentar detalhes da luta e debater ações e estratégias futuras. A reunião ocorre às 17h30, no vão do Centreventos Cau Hansen.

Texto: Felipe Silveira
Foto: MPL Joinville

Um comentário em “MPL realiza manifestação contra horário “especial” e possível aumento de tarifa

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *