Joinville começa mal, reage, mas acaba derrotado pelo Mogi no NBB

O Joinville foi até o interior paulista encarar o Mogi e acabou derrotado pela equipe da casa por 81 a 67. O time catarinense não conseguiu imprimir a defesa forte que é característica dos joinvilenses no NBB. O Mogi liderou o placar desde o início e só foi ameaçado no último quarto, mas ainda assim saiu com a vitória.

A partida começou com uma bela bola de três pontos de Cook, abrindo o placar para o Joinville. O ritmo do jogo era veloz, com as duas equipes trabalhando bem a bola e se alternando na liderança do placar. Porém, a defesa mogiana se encontrou e conseguiu parar o ataque joinvilense a partir da metade do primeiro quarto.

Mantendo a eficiência ofensiva, o time paulista abriu 10 pontos de vantagem. Cook ainda conseguiu cavar uma falta no estouro do cronometro e deixou a diferença em apenas um digito, 24 a 15. O veterano Shamell e o ala Gruber, que já jogou em Joinville, comandaram o Mogi no ataque, somando 15 pontos no período. Cook foi o maior pontuador joinvilense, com oito pontos.

O ataque joinvilense seguia inoperante, mas o Mogi passou a cometer muitos erros ofensivos. Ainda assim o time da casa conseguiu abrir vantagem, já que os visitantes fizeram apenas nove pontos no quarto, mesma pontuação que Gruber fez sozinho pelo Mogi. O Joinville foi muito mal nas bola do perímetro, errando todas as cinco tentativas. O Mogi não perdoou e aumentou a vantagem para 18 pontos, 42 a 24.

Reação veio do banco

Para o segundo tempo, o técnico Daniel Lazier apostou nos jogadores do banco e a equipe melhorou em quadra. O time passou a pontuar e aos poucos foi diminuindo a diferença. Com uma pontuação bem distribuída entre os atletas, o Joinville fez valer a força de seu conjunto. Dos 21 pontos no quarto, dez foram de atletas vindos do banco. Mesmo assim, a equipe seguia mal da linha dos três pontos, com apenas um acerto em seis tentativas. O desempenho do Joinville fez com que o time conseguisse tirar seis pontos da vantagem mogiana, indo para o último quarto com 12 pontos negativos: 57 a 45.

No começo do quarto a diferença chegou a cair para oito pontos e o time visitante deu mostras de que poderia encostar. Mathias foi a principal arma de ataque dos visitantes. Porém, Arthur Pecos e JP Batista chamaram o jogo para si e carregaram o Mogi no ataque. Aos poucos o time pauista foi recuperando a vantagem. O Joinville ainda perdeu Vezarinho, excluído pelo excesso de faltas. Se no início do jogo Cook abriu o marcador com uma linda cesta de três pontos, no final foi a vez de Lessa acertar uma bela bola do perímetro para fechar o placar.

Números

JP Batista foi o cestinha do jogo, com 23 pontos, seguido por Mathias, com 19. O pivô joinvilense chegou ao duplo-duplo, com 11 rebotes. Arthur Pecos também alcançou a marca, com 15 pontos e 10 rebotes, além de oito assistências.

De positivo para os visitantes, apenas a volta de Maxwell, que atuou por quase dois minutos no primeiro quarto. O ala estava há 10 meses sem atuar por conta de de uma lesão nos ligamentos e no menisco no joelho direito. O atleta deve ganhar mais minutos nas próximas partidas, a medida em que for recuperando o ritmo de jogo.

Mesmo com a derrota, o Joinville segue na oitava posição. A próxima partida será já no sábado (8), diante do São José, fora de casa. O Mogi joga no mesmo dia contra o Corinthians, em casa. O time do interior paulista assumiu a quarta posição com a vitória em cima do Joinville.

Texto: Vitor Forcellini/Replay Joinville
Foto: LNB

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *