Governador eleito anuncia novos secretários e extinção de regionais

O governador eleito de Santa Catarina, Carlos Moisés da Silva, anunciou na tarde de segunda-feira (3) a estrutura que pretende implantar no seu governo a partir de 1 de janeiro de 2019. A novidade mais impactante é a extinção das Agências de Desenvolvimento Regional (ADRs), criadas pelo ex-governador Luiz Henrique da Silveira em 2003.

Há outras mudanças significativas, como a extinção da Secretaria de Turismo, Cultura e Esporte. O novo governo terá dez secretárias, doze se incluídas na conta a Casa Civil e a Procuradoria-Geral do Estado, que tem status de secretarias. Atualmente são 16 estruturas.

O momento pode ser de mudanças, mas certas coisas nunca mudam. O MDB continua no governo catarinense, com dois dos quatro secretários anunciados por Carlos Moisés durante a coletiva de imprensa. Paulo Eli permanece na Secretaria da Fazenda e Leandro Lima também fica onde está, na atual Justiça e Cidadania, que será rebatizada como Administração Prisional. Os dois são servidores de carreira.

Eleito como Comandante Moisés, em referência ao cargo que exerceu nos bombeiros militares, o governador também nomeou dois colegas de farda nesta segunda. O tenente-coronel da Polícia Militar Jorge Eduardo Tasca vai assumir a Secretaria de Administração. Com a mesma patente que o colega da PM, mas nos bombeiros militares, Helton Zeferino vai assumir a Secretaria de Saúde.

Texto: Felipe Silveira
Foto: Página de Carlos Moisés

2 comentários em “Governador eleito anuncia novos secretários e extinção de regionais

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *