Greve dos servidores termina com recuo da Prefeitura

Greve no mês de dezembro não é tão comum em Joinville. Há anos que a situação se repete em maio, data-base da negociação salarial dos servidores, com duração variável. Mas 2018 foi um ano tão complexo na política que até uma greve dos servidores na “finaleira” do ano entrou para a história. Durou apenas um dia, mas está na história.

Os servidores públicos cruzaram os braços nesta segunda-feira (3) pelo direito ao vale-alimentação durante qualquer tipo de licença. O prefeito Udo Döhler anunciou que ia cortar o benefício no próximo ano, o que levou os servidores à assembleia na última quinta-feira (28). Nela, decidiram pela greve, que contou com uma manifestação durante a tarde, enquanto dirigentes do sindicato e prefeito negociavam no gabinete.

Ao final do dia, a Prefeitura recuou e os trabalhadores decidiram pelo fim do movimento grevista dezembrino. “É assim que se enfrenta os problemas, é assim que se reverte os ataques, é assim que se mantém os direitos”, disse o presidente do Sinsej, Ulrich Beathalter, sobre a mobilização.

Texto: Felipe Silveira
Foto: Sinsej

Um comentário em “Greve dos servidores termina com recuo da Prefeitura

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *