Estado doa terreno à maçonaria para construção de lar de idosos

O governador Eduardo Pinho Moreira firmou, nesta segunda-feira (3), uma parceria com a Associação Maçônica de Apoio à Terceira Idade (Amati), autorizando a doação de um terreno do estado para a construção de um instituto de longa permanência para idosos.

“É um trabalho nobre o que foi proposto pelas potências maçônicas de Santa Catarina. Todas se uniram para proporcionar um local adequado para os idosos, e nós temos um terreno do governo do estado que não tem uso neste momento”, explicou Pinho Moreira.

O terreno, localizado no Pântano do Sul, em Florianópolis, pertence ao governo de Santa Catarina e está sem utilização. Com um projeto arquitetônico em elaboração, a maçonaria catarinense pretende erguer um prédio de 6.000 m² para receber inicialmente 100 idosos, maçons ou não, em um ambiente confortável e adequado para tratar e acolher o cidadão em idade avançada.

Segundo o presidente da Amati, Anísio Pedro Camilo, o projeto nasceu há quatro anos com o objetivo dar uma vida digna a essa parcela da população. “Não temos dinheiro para comprar um terreno e depois construir. Viemos até o governo do estado e fomos prontamente atendidos pelo governador Eduardo Pinho Moreira, que recebeu nosso projeto e nos possibilitou a parceria para Instituí-o”, comemorou.

Nos próximos dias, a Casa Civil fará o trâmite legal e encaminhará o projeto para aprovação na Assembleia Legislativa de Santa Catarina.

Edição: Felipe Silveira
Foto: Julio Cavalheiro/Governo de SC
Informações: Governo de SC

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *