Joinvilense conquista prêmios nos EUA com série de vídeos sobre direitos LGBTI

O diretor joinvilense Moises Oliveira, que atualmente vive em Washington (EUA), recebeu quatro prêmios pela série de vídeos que produziu para a Comissão Interamericana de Direitos Humanos (CIDH) da Organização dos Estados Americanos (OEA). Foram seis vídeos para promover o trabalho da Relatoria LGBTI da organização e a agenda dos direitos humanos desse grupo de pessoas na região.

O joinvilense recebeu duas estatuetas Platinum no Marcom Awards 2018 (International Competition For Marketing and Communication Professionals), uma pela categoria Pro Bono e outra pela qualidade do projeto na categoria técnica Motion Graphic Video. Os outros dois prêmios foram recebidos no TIVA Peer Awards, em uma cerimônia de gala no National Press Club, onde foram premiados os melhores trabalhos julgados pela Television, Internet and Video Association of DC (TIVA).

Desde que chegou aos EUA em 2017, o diretor começou a repensar a sua carreira e seu trabalho, buscando formas de contribuir para mudar o “status quo”, causar impacto na sociedade e, ao mesmo tempo, melhorar suas habilidades. Com tudo isso em mente, Moises buscou a CIDH e, juntos, desenvolveram a série de vídeos.

O objetivo da campanha é aumentar a conscientização sobre os direitos das pessoas LGBTIs e tem como alvo ONGs, Estados, defensores de direitos humanos e pessoas em geral. Os vídeos foram lançados em inglês, espanhol e português (idiomas oficiais da OEA) para alcançar o maior número possível de pessoas nas Américas.

O primeiro vídeo apresenta a Comissão e como cumpre a missão de promover e defender os direitos humanos na região. Os outros cinco tiveram como objetivo aumentar a conscientização sobre diferentes questões essenciais à temática, como o significado da terminologia de gênero, os direitos das pessoas intersex, testemunhos e violência contra pessoas LGBTIs. Todos os vídeos podem ser conferidos aqui.

Também participaram do projeto Miguel Mesquita e Luiza Drummond Veado, da Relatoria LGBTI da CIDH; Bruno Ricardo Pereira e Ana Clara Maul Pereira, que contribuiriam nas ilustrações e animações; Omar Gomez, pela locução e revisão dos roteiros em espanhol; Helen Kerwin, com locução e revisão dos roteiros em inglês; e Ana Luiza Almeida, com locução e revisão dos roteiros em português.

Além de dois prêmios no Marcom Awards e dois no TIVA Peer Awards, Moises também está nomeado para mais três premiações que acontecem em dezembro desse ano e fevereiro de 2019: o AVA Digital Awards, o The Telly Awards, e o Hermes Creative Awards.

Moises trabalha há 17 anos com produção audivisual. Começou a lidar com vídeo ainda muito jovem, quando costumava filmar vídeos seus e de seus amigos andando de patins. Desde aqueles dias, uma coisa que começou apenas por diversão tornou-se sua paixão, e o hobby se transformou em seu trabalho.

Depois de muitos anos trabalhando com projetos para empresas privadas como Coca-Cola, Microsoft, Ulster Bank e outras grandes organizações, ele decidiu conectar sua experiência de trabalho com a promoção de impacto social positivo. Ele também desenvolveu trabalhos para a organização Partnership For A Healthier America, organização da ex-primeira dama americana Michelle Obama, e organizações não governamentais brasileiras.

Edição: Felipe Silveira
Foto e informações: Assessoria

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *