Pallasos em Rebeldía se apresenta no norte de Santa Catarina

O grupo Pallasos en Rebeldía, um dos maiores expoentes atuais do circo social, político e solidário, se apresenta em Araquari nos dias 6, 7 e 8 de novembro. Nesta terça-feira (6), eles estarão na Associação de Moradores do Bairro Itinga (Amorabi) para conhecer projetos e demandas da entidade. Na quarta-feira (7) e na quinta (8), os espetáculos ocorrem na Aldeia Tarumã e na Aldeia Piraí, em Araquari, durante o dia todo.

A atividade faz parte do Festiclown pela Terra, projeto dos Pallasos en Rebeldía, é um festival de palhaço e circo, que de 1 a 30 de novembro de 2018 se apresentará em comunidades indígenas, quilombolas, de periferia e em acampamentos do MST, no Brasil, que estão lutando por seu direito à terra e a sua cultura. Nos primeiros dias de novembro, a caravana dos Pallasos en Rebeldía visitou aldeias Guaranis, comunidades quilombolas, comunidades de periferia e acampamentos do MST em Santa Catarina.

A finalidade do Festiclown pela Terra é disseminar esperança e alegria, levando uma mensagem de solidariedade e compromisso a todas as pessoas que hoje, no Brasil, dedicam sua vida a luta pelo direito a terra, mantendo assim a tradição milenar de rebeldia como palhaços e artistas de circo social.

A Associação Cultural e de Cooperação Internacional Pallasos en Rebeldía é um espaço artístico de solidariedade internacional, transformação política e fraternidade entre os povos, que se expressa através do palhaço e das artes circenses, na qual confluem artistas de diferentes países, sobre a base de que a alegria e o sorriso podem e devem
ser transformadores. Foi fundada em 2004, amparada pelo Festival Internacional de Clown da Galícia/Espanha e se mantém ativa graças ao trabalho da Culturactiva, produtora galega, que atua na gestão cultural comprometida socialmente.

Edição: Felipe Silveira
Foto e informações: Pallasos en Rebendía

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *