Aos 30 anos, Fundição Embraco processa 50 mil toneladas de peças fundidas por ano

A Fundição Embraco, unidade de metalurgia da gigante joinvilense, completou 30 anos neste mês de outubro. Criada em 1988, no distrito de Pirabeiraba, para suprir a unidade da fábrica de compressores, hoje a fundição processa 50 mil toneladas por ano de peças fundidas de alta qualidade que são distribuídas para mercados de cinco segmentos diferentes – Compressores Herméticos, Automotivo, Eletrotécnica, Construção Civil e Ferroviário.

Mesma com a diversificação do mercado, a maior parte da produção, cerca de 94%, é formada por componentes consumidos pelas unidades da própria Embraco. No restante estão blocos e eixos para as indústrias automobilística e ferroviária, além de componentes para construção civil e o setor de eletrônica.

A unidade faz parte do negócio bilionário  que veio a público em abril deste ano. A Embraco, que ainda pertence ao grupo americano Whirpool, teve a venda anunciada ao grupo Nidec Corp, do Japão, por US$ 1,08 bilhão. A finalização do negócio está prevista para 2019. Fundada em 1971 pelo ex-prefeito Wittich Freitag, a Empresa Brasileira de Compressores (Embraco) passou pela última fusão em 2006, dando início ao grupo Whirpool S.A, subsidiária da gigante americana Whirpool Corporation, que já controlava a empresa joinvilense desde 1998.

Edição: Felipe Silveira
Foto e informações: Assessoria

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *