Tail Dragger faz show em shopping de Joinville no dia 16

Tail Dragger, um dos mais aclamados nomes da música do blues em atividade no mundo, vai se apresentar na praça central do Shopping Mueller dia 16 de outubro, às 19h30. O espetáculo de classificação livre poderá ser prestigiado gratuitamente pelo público.

Para trazer a atração internacional para a cidade, foram realizadas diversas parcerias: apoio cultural da Transville, Arte Maior, Rodalog  e Exit Comunicação e Negócios; e apoio em serviços da Botica de Banho,  Doce Beijo, Enxovais D’Oro, Flor de Baunilha, Cila Budal, Gráfica Nacional, Geovanna Casa e Acessórios, Giuseppe Pizzaria, e Vogel Painéis e Outdoors.

Tail Dragger tem quatro discos gravados: Crawling Kingsnake (1996), American People (1998), Live at Rooster’s Lounge (2009) e Longtime Friends in the Blues (2012).

Saiba mais sobre Tail Gragger

James Yancey Jones, mais conhecido como Tail Dragger nasceu em setembro de 1940, em Altheimer, Arkansas (EUA), e é um dos mais festejados discípulos do mestre Howlin’ Wolf. Em seus anos de formação no blues, ele viu Sonny Boy Williamson e Boyd Gilmore tocando em clubes e ouviu as gravações de Jimmy Reed, Muddy Waters e Elmore James, que passaram a ser suas grandes influências, além de Howlin’ Wolf.

Aliás, Howlin’ Wolf é quem deu o apelido de Tail Dragger, inspirado em uma de suas canções clássicas. Tail Dragger seguia Wolf de clube em clube por mais de 20 anos, até Wolf permitir que o jovem artista pudesse tocar seu blues. Cedo, “The Dragger” estava tocando em vários clubes de blues nos lados sul e oeste de Chicago.

Suas atuações iniciaram nos anos 60, mais especificamente em 1966, quando se mudou para Chicago passando a trabalhar em uma mecânica de automóveis. Ao mesmo tempo, atuava nos clubes, ao lado de Sonny Boy Williamson e performances solo, no estilo “low-down” do blues de Chicago.

No início dos anos 70, passou a se dedicar em tempo integral a música, tocando ao lado de músicos como Willie Kent, Hubert Sumlin, Carey Bell, Kansas City Red, Little Mack Simmons, Big Leon Brooks e Eddie Shaw. Atuando regularmente em clubes de Chicago nos anos 70 e 80, passou a ser um dos mais aclamados nomes da cena blues em atividade no mundo, uma verdadeira lenda do gênero.

Edição: Graziela Tillmann
Foto e informações: Assessoria de Imprensa

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *