Marc Engler apresenta exposição “Vale de Ouro”

O projeto Garten Art que apresentou diversas linguagens e artistas de Joinville no decorrer deste ano, traz sua última exposição de 2018. “Vale de Ouro”, do artista visual Marc Engler, que também foi o curador das exposições anteriores, é baseada no livro “A Filosofia da Liberdade”, de Rudolf Steiner. A abertura será nesta quarta-feira (10), às 20 horas.

“Vale de Ouro”, que fica nos corredores do shopping até 8 de novembro, traz uma reflexão sobre a industrialização dos desejos e os impactos em nossa sociedade e meio ambiente. Marc apresenta sua arte de forma contemporânea utilizando o cubo como símbolo de um processo de conformidade, um pensar induzido que é tido como verdade, uma prisão invisível que vivemos na atualidade.

Um dos impactos deste comportamento é o descarte, produtos e objetos que antes eram de extremo valor em instantes viram lixo, porém se descartado e destinado de forma correta, mantém seu valor gerando infinitas possibilidades valiosas para o sistema e para o meio ambiente.

“Todo meu trabalho fala sobre a verdade, onde ela nasce e como somos induzidos a pensar conforme padrões pré estabelecidos”, explica Engler. conta que tem se aprofundado na antroposofia há quase três anos e que o livro do Steiner foi tema de um estudo em grupo que fez muito sentido para ele e para minha arte.

“Na atualidade nos deparamos com uma verdade perturbadora: a vontade não nasce mais dentro do ser humano; nasce fora e é implantada meticulosa dentro de cada pessoa e tida como verdade. O homem perde o status de ser inteligente e pensante para servir a interesses por vezes perturbadores. Temos que pensar com consciência e a arte contemporânea é um excelente caminho para esse despertar”, comenta o artista.

Engler nasceu na cidade de Rio Negrinho, Santa Catarina. Formado em fotografia pela Universidade Anhembi Morumbi de São Paulo, realizou exposições individuais no Museu de Arte de Joinville (MAJ), participou de diversas coletivas pelo estado e é o atual vice-presidente da Associação de Artistas Plásticos de Joinville (Aaplaj).

A exposição, que tem com apoio cultural da Univille, também conta com trabalhos dos alunos inspirados no tema do artista.

Texto: Felipe Silveira
Foto: Arquivo pessoal do artista

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *