Joinville participará de manifestação nacional de mulheres contra Bolsonaro

A manifestação joinvilense de repúdio a Jair Bolsonaro já está marcada. Ela vai ocorrer no sábado (29), a partir das 15 horas, com concentração no Parque das Águas (ao lado da Cidadela Cultural Antarctica) e passeata na sequência. Atos de mulheres contra o candidato do PSL vão ocorrer em todo o país e em mais 15 cidades mundo afora.

Clique aqui para confirmar presença no evento

O objetivo da manifestação, segundo a organização, é protestar contra a eleição de um candidato que claramente já se posicionou contra os direitos das mulheres e de minorias como LGBTs, negros e indígenas. As mulheres, diz a nota, “também querem reforçar o apoio feminino à democracia que, a julgar pelas declarações recentes de integrantes da chapa do referido candidato, está ameaçada com a eleição dele”.

O movimento de mulheres contra Bolsonaro, que utiliza as hashtags #EleNão e #EleNunca, entre outras, ganhou força nas últimas semanas. Pesquisa do instituto Ibope divulgada na última segunda-feira (24) mostra que a rejeição ao candidato aumentou e seu crescimento estagnou.

“É um evento organizado por mulheres, mas que acolhe a todos que desejam se posicionar contra o fascismo e o atentado à nossa democracia”, explica Michele Eger Minte, uma das organizadoras. Ela explica que a mobilização é pacífica e aberta às famílias, sugerindo, ainda, que os manifestantes levem água, lanches e cartazes que enfatizem o #EleNão.

“Em Joinville nos mobilizaremos para demonstrar à cidade, que é formada por imigrantes, o quanto nossa história transparece a importância do respeito às diferenças, expressando através das minorias, que jamais iremos nos curvar à um governo misógino, xenofóbico, racista e homofóbico”, comenta Michele.

Texto: Felipe Silveira
Foto: Organização

5 comentários em “Joinville participará de manifestação nacional de mulheres contra Bolsonaro

  • 26 de Setembro de 2018 at 26 de Setembro de 2018
    Permalink

    Ridículo, por que elas não fazem protesto por melhores escolas? Pela educação? Pela segurança? Por que não vão limpar uma escola? Pra se unir contra uma pessoa que ataca a corrupção elas se unem? Essas devem ser as pervertidas da cidade, maconheiras, que largam os filhos nas creches para ficar o dia inteiro no whatzapp fazendo fofoca. Seus filhos devem tar largados, casa SUJA, vcs são uma vergonha para a nação.

    Reply
    • 27 de Setembro de 2018 at 27 de Setembro de 2018
      Permalink

      A resposta é simples: porque cada um protesta pelo que quiser, desde que não machuque ninguém. Agora vai lá limpar uma escola, protestar pela educaçãojá que essa é sua escolha. Abraços!

      Reply
  • 26 de Setembro de 2018 at 26 de Setembro de 2018
    Permalink

    Alexandre, limpar escola é função do estado, assim como o direito a creche, sendo a criança filha de maconheira, pervertida ou o diabo que seja. Já protestar é um direito democrático. Flw?

    Reply
  • Pingback: Merisio declara voto e Mariani acena para Bolsonaro

  • 29 de Setembro de 2018 at 29 de Setembro de 2018
    Permalink

    Esse manifesto tem tanto valor quanto um terapeuta em meio a uma guerra nuclear, quanta ignorância, todas massa de manobra, papagaios que só repetem o que ouvem mas não procuram se informar e verificar as fontes, nem brincadeira tem graça fazer com elas pois teria ensinar a elas primeiro o sarcasmo, elas não passam de vítimas da propaganda comunista. Protestar contra um candidato ao invés de fazer propaganda do seu próprio candidato kkk, todos tem o direito de se manifestar e também de passar vergonha. É bom deixar elas fazerem isso pois o comunista é sempre vítima das próprias besteiras que profere.

    Reply

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *