Feira supera expectativas e deve gerar R$ 350 milhões em negócios

Realizada durante a última semana, de 18 a 21 de setembro, na Expoville, a Feira e Congresso Internacional de Tecnologia para Fundição, Siderurgia, Forjaria, Alumínio e Serviços, a Metalurgia 2018, foi considerada um sucesso pelas 120 marcas expositoras. Segundo a organização, a estimativa de negócios deve ultrapassar os R$ 350 milhões em contratos assinados durante a feira ou de contatos iniciados no evento e que deverão ser consolidados nos próximos 18 meses.

O número de visitantes atingiu a marca de 13 mil pessoas, vindas de 17 estados e 344 diferentes cidades de todas as regiões do país, incluindo representantes da maioria das fundições do Brasil. Além disso, foram registrados visitantes de outros 11 países: Alemanha, Itália, Suíça, Argentina, Bolívia, Colômbia, EUA, Equador, México, Paraguai e Uruguai.

“A feira cumpriu o seu papel de relacionamento, negócios e capacitação, consolidando-se como o investimento em marketing B2B mais completo por ser a ferramenta que gera mais credibilidade nas negociações. Nada substitui o face a face”, argumenta Richard Spirandelli, diretor da Messe Brasil, organizadora do evento.

Para o presidente da Associação Brasileira da Fundição (Abifa), Afonso Gonzaga, o setor tem uma significativa participação no desenvolvimento do país, por agregar 64 mil empresas e acumular um faturamento anual de 6,5 bilhões de dólares. “O momento do mercado sinaliza um crescimento de 6,5% em volume de produção em 2018, em comparação a 2017”, acrescenta.

Rodada de Negócios

A Rodada de Negócios, realizada durante a feira, ampliou a possibilidade de consolidar parcerias e contratos. Foram promovidas 275 reuniões de negócios entre empresários que demandam e ofertam produtos e serviços, com a participação de 84 pessoas.

Na mesa de negociações participaram oito empresas compradoras, incluindo as grandes fundições da região – Tupy, Embraco, Schulz Automotive, LS Tractor, ArcelorMittal, Ciser, Fremax e Marcopolo – e 39 fornecedores. Durante o evento foram consolidados R$ 3,65 milhões em negócios, o que deve ser ampliado para R$ 18 milhões nos próximos seis meses.

Rafael Kozoski, da KNX Alumínio, participou pela primeira vez da rodada e avalia a oportunidade como muito produtiva para os fornecedores. “Fazemos o contato direto com o comprador. O caminho é encurtado porque chegamos na pessoa certa. Estou animado com as possibilidades de negócios”, acrescenta.

Gustavo Zattar, da área de Suprimentos Indiretos da Embraco, avaliou boas oportunidades em microfundidos e processos químicos. “Foi produtivo para conhecer novos fornecedores e opções inovadoras de produtos no mercado”, reforça.

Edição: Felipe Silveira
Foto: Christophe de Lima/Assessoria
Informações: Assessoria

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *